Aquisição da Zema Zselics pelo Grupo Junker já é sucesso

Diretor da Junker do Brasil, Dirk Huber, é otimista com novas negociações.

A Junker, fabricante de retificadoras de alto desempenho, comemora os excelentes resultados após a aquisição majoritária da Zema Zselics, empresa brasileira do setor de retificadoras CNC com rebolos convencionais. A partir dessa aquisição, a Junker conseguiu atender as necessidades de seus clientes, abrir novos mercados e fornecer linhas combinadas de produção. Já a Zema Zselics ampliou o seu portfólio de clientes bem como a exportação de suas máquinas.

Essas informações foram comprovadas nas feiras em que Zema Zselics participou no exterior. Segundo o diretor da Junker do Brasil, Dirk Huber, notou-se uma excelente receptividade entre os visitantes da IMTS (EUA), EMO (Itália), e de outros eventos realizados da Europa. "As primeiras impressões foram surpreendentemente positivas nas feiras com a Zema Zselics. Os clientes e visitantes gostaram das máquinas e das respectivas apresentações. Temos vários projetos na Europa, destacando-se entre outros com a SEW, Bosch, Siemens e Daimler, que já são clientes tradicionais de ambas as empresas", comenta Huber. No Brasil, o reconhecimento do mercado foi extremamente positivo.


Continua depois da publicidade


As solicitações de ofertas aumentaram consideravelmente e o diretor da Junker do Brasil aponta otimismo nas negociações. Já se realizaram diversas vendas fora do País como na Europa, México e EUA. Mesmo assim, de acordo com ele, ainda é difícil falar em números, pois ainda é necessário ao menos mais um ano para que a Zema Zselics possa participar em importantes feiras nas quais ainda não expos e, assim, intensificar e consolidar os trabalhos na área de vendas.

Uma escolha feita a dedo

A entrada da Zema Zselics no Grupo Junker foi realizada a partir de uma avaliação criteriosa em diversas empresas do mesmo ramo. A Junker buscava justamente um portfólio com retificadoras CNC com rebolo convencional para eixo de comando, virabrequim, eixo de transmissão, inclusive retificadoras para peças grandes e pesadas, retificadoras de menor porte e flexíveis para ferramentarias e retificadoras que também possam atender a indústria automotiva. 

Com a chegada da Zema Zselics, em março de 2015, a Junker passou a atender outros segmentos como, por exemplo, óleo e gás e aeroespacial. As retificadoras da Zema contam agora com um novo design, atribuído às cores do Grupo Junker. "Essas alterações foram necessárias e este novo design identifica a Zema como sendo uma empresa do Grupo Junker", diz Dirk Huber.

Tópicos:



Comentários