Crescimento do mercado de compactação de solo resultou na entrada de novos equipamentos no Brasil

Evento da Sobratema terá painel para debater sobre as tecnologias na área de compactação de solo.

O mercado de compactação do solo cresceu de forma robusta no país até 2013, apresentando bons resultados para os fabricantes de equipamentos destinados a esse segmento. Com isso, durante esse período, ocorreram dois movimentos importantes no setor: a entrada de novos players no Brasil e a ampliação na oferta e na variedade de máquinas voltadas para atender a demanda de obras de infraestrutura.

Luiz Barreto, gerente de desenvolvimento de negócios para América Latina da XCMG Brasil, analisa que, apesar da evolução do mercado, com a inclusão de novas linhas de equipamentos, em termos de tecnologia, o Brasil ainda fica um pouco atrás do que vem sendo utilizado em outros países.

“Uma das principais tecnologias demandadas pelo mercado e, que vem sendo oferecido, por exemplo, na China, é o mapeamento da área a ser compactada, por meio do GPS, que informa as especificações necessárias de cada área antes mesmo da operação”, exemplifica Barreto. “Esse tipo de dispositivo auxilia o usuário a escolher o equipamento mais adequado para a obra e, também, contribui para seleção da metodologia mais assertiva para a utilização dessa máquina”, acrescenta.

A principal tendência para o segmento, na visão de Barreto, é a uniformidade das características do equipamento e da tecnologia oferecida. “Além disso, os fabricantes se concentrarão em produtos fabricados no Brasil e os clientes preferirão esses produtos, principalmente, devido à desvalorização do real ante ao dólar e à nova tributação de ICMS em vigor desde janeiro de 2016”, avalia o executivo, que será um dos debatedores do Sobratema Workshop, a ser realizado no dia 6 de abril, em São Paulo, e cujo tema central é “Compactação – Tecnologias e Conceitos”.


Continua depois da publicidade


O evento apresenta um formato inovador, com dois painéis, que trarão informações técnicas sobre os seguintes temas: tecnologias para compactação de solo e tecnologias para compactação de asfalto.  Barreto, que participará do primeiro painel, ressalta que há diversos fatores que influenciam o processo de escolha do equipamento mais adequado à operação, sendo o mais importante, a compatibilidade do rolo compactador ao tipo de solo a ser aplicado e do espaço destinado à utilização dele.

Além da XCMG Brasil, no primeiro painel também estarão presentes especialistas da Atlas Copco, da Bomag Marini e do Grupo Ammann. Para o segundo painel, foram confirmadas as presenças de profissionais da Caterpillar, da Hamm (Grupo Wirtgen) e da Volvo Construction Equipment.




Comentários