Multinacional espanhola investe na produção de energia solar em MG

Previsão é de 3.500 empregos em Guimarânia, Paracatu, Pirapora e Vazante.

Os municípios Guimarânia, Paracatu, Pirapora e Vazante irão receber R$ 3,4 bilhões em investimentos por meio da implantação de plantas de geração de energia fotovoltaica pela multinacional espanhola Solatio. Devem ser gerados 3.500 empregos, sendo 3.000 diretos e 500 quando entrar em operação. O anúncio foi feito pelo Governo de Minas Gerais.

As quatro usinas totalizam 650 megawatts de potência instalada. A capacidade de produção é de cerca de 1,5 milhão de megawatts/hora por ano de energia. A primeira usina a entrar e funcionamento será a de Pirapora, em agosto de 2017. Os demais projetos serão concluídos até novembro de 2018.

Parques

Os parques solares são grandes áreas de produção de energia que vendem este recurso para empresas e concessionárias. Eles podem ser viabilizados a partir de leilões federais ou estaduais.

Em agosto deste ano, será realizado o primeiro leilão estadual para selecionar as empresas que serão produtoras de energia suficiente para alimentar o consumo médio de 120 mil famílias. O investimento total será de mais de R$ 1 bilhão.
O número de parques e empresas será definido no leilão. A previsão é de que os parques estejam em funcionamento até 2017.




Comentários