DeltaWing e DHX querem encolher motores sem comprometer a potência

O DHX Falcon produz 80hp e é 75% menos volumoso do que um motor tradicional.

O DeltaWing Technology Group e a DHX Electric Machines, ambas localizadas na Georgia, nos EUA, estão trabalhando em conjunto para construir motores elétricos automotivos pequenos e leves. As companhias alegam que, graças a desenvolvimentos de engenharia em controle de calor, seus motores são 75% menores que os existentes com entrega de potência equivalente.

Muito do volume dos motores elétricos de alto torque, como os tipicamente utilizados em aplicações automotivas, deve-se aos sistemas de gerenciamento de calor associados às suas carcaças, e os esforços para reduzi-los usualmente se traduzem em perdas de torque de saída quando sob uso intensivo.

Um motor mais compacto e leve reduz o peso total do veículo e pode ser melhor posicionado neste, melhorando a eficiência do conjunto, o que, por sua vez, se traduz em maior autonomia.

O DHX Falcon, à frente, produz 80hp e é equivalente a um típico motor elétrico
automotivo, conforme o mostrado ao fundo. Ainda assim, é 75%
menos volumoso.
Crédito: DHX Electric Machines

Em um motor elétrico, os enrolamentos são responsáveis pela maior parte do calor gerado durante o uso. Normalmente, ou o ar ou algum fluido refrigerante será utilizado para transferir este calor para o chassis e para a carcaça através do estator, que, ao contrário daqueles, é fixo a estes elementos. No projeto da DHX, um trocador de calor no enrolamento transfere a energia térmica para a carcaça de forma mais eficiente. A DHX chama o sistema de “Direct-Winding Heat Exchanger” (DWHX, ou algo como “trocador de calor diretamente no enrolamento”), o qual é constituído por pequenos canais projetados para reduzir a resistência térmica do enrolamento. Esta solução substitui a necessidade de refrigeração com líquidos, pesados, ou ar, ineficiente. 


Continua depois da publicidade


A DeltaWing, que ficou amplamente conhecida através de uma colaboração recente com a Nissan para o projeto de um carro de corrida, por sua vez, vai projetar veículos para utilizar o novo motor. Atualmente, a companhia produz os “Panoz DeltaWing Racing coupe”, homologados para competição na IMSA (Associação Internacional de Esporte a Motor).
Os veículos para desenvolvimento e produção utilizando os motores da DHX incluirão conceitos com duas, três e quatro rodas, variando entre motonetas, veículos urbanos, carros adequados à estrada e veículos de entrega. Os motores serão desenvolvidos tanto para utilizar alimentação por bateria como para aplicação em veículos híbridos.

*Tradução livre CIMM. Texto original aqui.




Comentários