Expositores dividem opiniões entre concorrência de feiras setoriais de 2016

Insatisfação quanto à estrutura do Anhembi, entretanto, é praticamente unanime entre os empresários; organizadora da Feimafe divulga balanço parcial de vendas da Mecânica 2016.

A partir de 2016 as feiras tradicionais do setor manufatureiro ganham novas concorrências e a novidade tem deixado empresários do setor divididos. Apesar do entusiasmo com a possibilidade da realização de feiras em um pavilhão mais moderno, alguns executivos lamentaram a separação de entidades. Algumas das preocupações declaradas por expositores presentes na Feimafe 2015 são: inviabilidade de participar de duas feiras e divisão de público entre elas. Enquanto isso, empresas analisam qual será o melhor investimento.

Mecânica 2016

Em meio às incertezas sobre as feiras do setor, a Reed Exhibitions Alcantara Machado divulgou o balanço de vendas da Mecânica 2016. A empresa especializada em eventos de negócios informa que a 31ª Feira Internacional da Mecânica já conta com a presença confirmada de 521 empresas do mercado nacional e internacional. O evento acontece entre os dias 17 e 21 de maio de 2016.

O presidente da companhia, Juan Pablo De Vera, confia na tradição conquistada ao longo de mais de 50 anos em feiras segmentadas diante da concorrência de novas feiras do setor no próximo ano. Para De Vera, a movimentação de saídas de parceiros para a produção de feiras próprias é um movimento natural do mercado. “Saem alguns e entram novos no lugar”, diz.

Feiras da Abimaq

A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) anunciou recentemente a saída da entidade como apoiadora das feiras realizadas pela Reed Exhibitions. Em seguida, foi anunciada a realização de feiras concorrentes, que serão organizadas pela empresa BTS Informa com datas muito próximas às feiras mais tradicionais. Os eventos da Abimaq serão realizados na São Paulo Expo, que deve ter as obras de revitalização concluídas ainda este ano.

As novas feiras anunciadas pela Abimaq são: Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos (Feimec); Feira Internacional do Plástico e da Borracha (Plástico Brasil) e Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial (Expomafe).


Continua depois da publicidade


Empresários divididos

O gerente de marketing da SKA, Gabriel Diehl Fleig, lamentou a divisão. Apesar de já terem fechado com a Mecânica 2016, chateações ao longo dos anos em relação à organização do evento fizeram com que ele se entusiasmasse com uma nova possibilidade. A parceria da empresa com a Romi reforça essa tendência.

Pautadas pela tradição dos eventos realizados pela Reed Alcantara Machado, empresas como Schunk, Makino e Jünker, já definiram suas participações na Mecânica 2016.

A associada da Abimei e da Abimaq, a alemã Trumpf, por outro lado, ainda não escolheu seu destino. O presidente da empresa no Brasil, João Carlos Visetti, afirma que irá conversar com outras empresas de tecnologia para tomar a decisão. Entretanto, o executivo deixa claro sua insatisfação em relação à precariedade da infraestrutura oferecida pelo Anhembi.

Na última quarta-feira (20), a principal fabricante nacional de máquinas do País reiterou em nota o seu apoio à Abimaq. Com uma cadeira cativa na diretoria da Associação, a Romi divulgou que assinou com a BTS Informa no último dia 18. “A logística e a infraestrutura do novo espaço foram determinantes na decisão”, segundo a nota. Assim como a Romi, as associadas Kone e Calfran são outras empresas que confirmaram a participação nos novos eventos. Há quase um mês a Abimaq já havia divulgado nomes de outras empresas que participaração do evento. Entre elas: Newton, Atlas Copco, Deb'Maq e Mitutoyo.

Abimei

A Associação Brasileira de Importadores de Máquinas e Equipamentos (Abimei) foi convidada a se juntar à Abimaq como apoiadora dos novos eventos, entretanto, o presidente da Associação, Enio Crispino, reiterou sua parceria com a organizadora da Feimafe. “Se um dos apoiadores principal deixou de ser, nós vamos tentar ocupar esse lugar”, diz. Para ele essa é uma oportunidade de aumentar a visibilidade da Associação e de empresas ganharem espaços maiores no evento, até então, motivo de fila de espera na Feimafe e na Mecânica.




Comentários