McKinsey e Senai inauguram primeira Fábrica Modelo da América Latina, na Bahia

A Fábrica Modelo traz um conceito inovador de treinamento, capacitação e transformação produtiva.

A primeira Fábrica Modelo da América Latina foi inaugurada nesta sexta-feira (24), em Salvador (BA), pela McKinsey & Company e o Senai Cimatec (entidade do Sistema FIEB). Com investimento de R$ 4 milhões, a iniciativa contribuirá para elevar a produtividade das indústrias brasileiras a partir da difusão dos conceitos de “manufatura enxuta” (lean manufacturing).

A meta é transformar, com a Fábrica Modelo, o processo produtivo de até 75 indústrias por ano. Elas terão ganhos de produtividade de 20% a 80%. Enquanto as atividades do Senai serão concentradas em micro, pequenas e médias empresas da Bahia, as da McKinsey serão direcionadas às grandes empresas nacionais e multinacionais.

Imagem: Marcelo Gandra/ Coperphoto/ Sistema FIEB

Para o presidente da FIEB, Ricardo Alban, trata-se de um case muito atual e fácil de ser entendido dentro do trabalho de melhoria da produtividade desenvolvido pela Federação. “Com a Fábrica Modelo, a McKinsey dará suporte às grandes corporações e nós, do Senai, dentro do nosso processo de interiorização, faremos o mesmo trabalho com as pequenas e médias indústrias”, explicou.

O sócio diretor da McKinsey Brasil, Vijay Gousula, falou do funcionamento do espaço, que reproduz um ambiente de fábrica dentro dos conceitos da manufatura enxuta. “Estamos criando um ambiente funcional, que reflete a realidade da fábrica, mas num espaço menor, mais controlado e mais capaz de transmitir os conceitos fundamentais da metodologia lean, que garantirá a obtenção de ganhos de produtividade mais reais”, pontuou.

A Fábrica Modelo traz um conceito inovador de treinamento, capacitação e transformação produtiva, para empresas industriais de todos os portes que buscam melhorar sua produtividade. A atividade prática abrange todas as diferentes etapas da cadeia de valor. A experiência na Fábrica Modelo dá às empresas meios para evitar desperdícios e elevar sua eficiência, o que reduz custos e traz maior competitividade.


Continua depois da publicidade


“O desafio de elevar a produtividade começa nos detalhes, no chão de fábrica, indo até a gestão estratégica da operação”, explicou o diretor do Senai, Leone Andrade. Ele acrescentou ainda que os conceitos servem para qualquer segmento industrial.

A Fábrica Modelo seguirá conceitos já empregados com sucesso pela McKinsey em parcerias semelhantes em países como Alemanha e EUA. Essas atividades contemplam diferentes aspectos da filosofia lean, ajudando as empresas a exercitar sua aplicação e visualizar benefícios.

O aprendizado experimental combinado à aplicação real proporcionado pela Fábrica Modelo é o que assegura maior absorção de conhecimento, com retenção de conteúdo entre 80% e 100%, comparado a índices de 10% em métodos baseados em leitura e de 32% naqueles com base em jogos.

Durante a solenidade, também estiveram à mesa o senador Walter Pinheiro, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Manoel Mendonça, representando o governador Rui Costa, a secretária municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego, Andréa Mendonça, representando o prefeito ACM Neto, o diretor superintendente do Sebrae, Adhvan Furtado, e o primeiro vice-presidente da FIEB, Carlos Gantois.




Comentários