Encomendas de máquinas no Japão recuam 19,5% em maio

O indicador de encomendas de máquinas-ferramenta no Japão caiu de forma abrupta em maio, informou o governo nesta quinta-feira (10), dando mostras da cautela adotada pelas empresas em relação ao rumo da economia após o aumento do imposto sobre vendas em 1º de abril e a queda nas exportações do país.

As encomendas recuaram 19,5% em maio ante abril, surpreendendo o Mercado, que se baseava numa pesquisa feita em conjunto pelo “The Wall Street Journal” e pelo “Nikkei”, segundo a qual as encomendas cresceriam 0,9% no período. Em abril, as encomendas havia caído 9,1% em relação a março. Na comparação com maio do ano passado, o indicador recuou 14,3%.

O governo rebaixou sua avaliação do indicador, alegando que o crescimento das encomendas chegou a um impasse.

O indicador de encomendas de máquinas-ferramenta é considerado um indicador antecedente do investimento das empresas. O governo divulga o chamado ‘núcleo’ do indicador, que exclui dados das companhias de eletricidade e a s marítimas, que são fonte de volatilidade no resultado geral devido ao tamanho de suas movimentações.




Comentários