CAD da Siemens pode ter locação mensal liberada no Brasil ainda este ano

Siemens PLM estuda qual será o próximo país em que usuários poderão locar o Solid Edge mensalmente. Brasil, China e índia estão no topo da lista da empresa.

Os usuários do CAD Solid Edge no Brasil, terão que esperar mais um pouco para locarem mensalmente o software, hoje disponível através de revendedoras locais. Disponível há seis meses para os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Irlanda, e há somente uma semana na Europa, a assinatura mensal do CAD ainda é uma promessa para mercados emergentes, como o Brasil, a Índia e a China. Até junho, ao todo 24 países terão a licença para locação liberada.

A informação foi divulgada durante o Solid Edge University 2014, que começou ontem e acaba nesta quarta-feira (14), em Atlanta, no estado de Georgia, Estados Unidos.

Segundo o vice-presidente do portfólio Solid Edge, Bill McClure, a partir do outono (primavera no Brasil) os usuários de um desses países terão a licença mensal liberada. O executivo explica que os desafios para implantar a estratégia da divisão PLM para conquistar novos usuários são os mesmos nestes países: pesquisa de campo do mercado local, garantia de suporte técnico, língua de acesso à loja virtual do Solid Edge, suporte local para os métodos de pagamento das licenças.

Bill McClure demonstra procedimento para locação mensal do Solid Edge
Imagem: Karina Pizzini/ CIMM

“O Brasil é uma chave para o marketing da subscrição [de software]”, afirma o vice-presidente e gerente-geral do Solid Edge, Karsten Newbury.


Continua depois da publicidade


O objetivo de atender um novo grupo de usuários já atende as expectativas do grupo. Newbury afirma que, aproximadamente, 80% daqueles que aderiram à locação do software até o momento são novos usuários do Solid Edge.

“É encorajador é que [o número de usuários] está crescendo gradativamente”, comemora McClure. Para ele, o investimento realizado até o o momento para a subscrição de softwares deve ser recuperado em breve. Apesar de não citar números, o executivo acredita que com a recente liberação aos usuários europeus o valor investido logo será recuperado.

Reprodução da página inicial para locação do Solid Edge nos Estados Unidos

Leia também: Siemens PLM adota nova estratégia de mercado

Tópicos:
                    



Comentários