Surge uma nova profissão na usinagem

Wilson Sergio, colaborador.

Quando se tem uma boa notícia esta deve ser espalhada aos quatro ventos para que todos possam ter ciência, nós publicamos nos jornais, revistas, internet, espalhamos faixas e panfletos, cartazes e toda a mídia impressa ou escrita. Mas a propaganda mais eficaz - mesmo sendo considerada amadora - é a feita "boca à boca", a rádio-peão etc.

Na época medieval havia um oficial que nas monarquias fazia as publicações solenes, anunciava a guerra e proclamava a paz, um pregoeiro, um núncio. Sua principal missão era a de preparar o público para ouvir suas mensagens ou para receber bem a pessoa anunciada. Hoje, as grandes empresas - antes de enviar sua equipe de vendas a um determinado local ou mercado - são anunciadas por esses profissionais que ressurgiram para ficar. Um elo faltante na corrente da linha de frente no atendimento aos clientes.

No dia de divulgação deste texto estará sendo aberto o maior evento do setor metalmecânico: a Feimafe 2003. Empresas brasileiras e de todo o mundo estarão divulgando seus resultados, seus produtos e oferecendo serviços que fazem valer o gosto de estar atuando e progredindo neste mercado. Fabricantes de máquinas estarão oferecendo novos meios de se produzir componentes e produtos. Os fabricantes de ferramentas de corte estarão oferecendo seus produtos, serviços e valores agregados, que auxiliem uma produtividade máxima possível de ser atingida.

O toque duro será um adicional neste evento, uma nova linha está surgindo, os vendedores estão com seus dias contados, mas as vendas não. Atualmente cerca de 80% das ferramentas de corte estão sendo mal aplicadas. Pois, utiliza-se insertos corretos em aplicações incorretas e vice-versa. E ainda deve-se considerar a subutilização de aproximadamente 85% das máquinas a CNC no mundo. Basta dar uma rápida olhadela em um catálogo de qualquer fabricante e este demonstrará que existem mil, senão, milhares de potenciais combinações de elementos, o que pode desorientar o usuário, se este não tiver conhecimentos necessários sobre o papel individual de cada um dos elementos e de suas interações e influências no trabalho.

Os fabricantes de ferramentas de corte têm trabalhado na solução deste problema. Porém, dependem muito dos seus vendedores e distribuidores para proporcionar informações confiáveis sobre o uso dessas ferramentas de corte, mas também são poucos os vendedores que conhecem ou atualizam seus conhecimentos sobre este produto.

Há um caso onde existe uma mudança e um avanço na nomenclatura destes profissionais. Eles evoluíram para assessores técnicos de usinagem, cuja missão é oferecer o melhor serviço, a melhor inovação, o melhor em custo benefício, pois, além de oferecer e vender o produto, fornecem a assistência técnica necessária para o melhor desempenho da usinagem em conjunto com o cliente para ganhos mútuos. Algo que vai muito além do que abandonar uma ferramenta no cliente para testes. E sim um acompanhamento concreto e auxiliador. Uma consolidação da maturidade no atendimento ao cliente.

Os assessores de usinagem estão prontos para responder qualquer pergunta, em qualquer lugar e a qualquer momento. A principal função desse novo trabalho e pesquisa é a de fornecer o conhecimento dessas novas tecnologias de usinagem. Traçar de maneira objetiva e fácil o caminho para a seleção correta de ferramentas feitas principalmente de metal duro, material este que vem contribuindo ao longo dos anos para a melhoria da produtividade dentro das indústrias tornando-se o rei dos materiais para ferramentas de corte. Para o desfecho dessa curiosidade que acabo de levantar, tais profissionais são conhecidos como: arautos.

Sim, são os arautos de hoje que fazem com que as empresas tenham seus produtos e serviços anunciados como boas novas. Eles estão indo primeiro para atrair a atenção devida ao que se pretende oferecer e principalmente fazer o cliente ganhar. E como agem os novos arautos? Eles estão entrando dentro das plantas dos clientes, apresentando os produtos e serviços de forma principalmente instrutiva, oferecendo os benefícios de serem clientes de uma empresa que possui um atendimento diferenciado, uma "antevenda" que direciona para que sejam atendidos os reais objetivos.

A venda não mais envolve simplesmente a negociação de um produto e sim a oferta de um processo de ajuda constante no atendimento dos objetivos de qualidade e produtividade.

Tópicos:



Comentários