Infraestrutura do evento é tema de destaque na cerimônia de abertura

Presidente da Sebrae RS e diretor da Hannover Fairs cobraram maior empenho da prefeitura de Caxias do Sul.

Na noite desta terça-feira (1), expositores e autoridades lotaram o auditório do Centro de Feiras e Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul, para a cerimônia de abertura oficial da Mercopar 2013.

O primeiro a discursar e dar boas vindas aos expositores foi o presidente do Sebrae de Rio Grande do Sul, Vitor Augusto Koch. A ênfase do discurso foi o recorde de expositores nesta 22ª edição da Feira de Subcontratação e Inovação Industrial, com 603 empresas. No ano passado, cerca de 35 mil pessoas visitaram os pavilhões com 516 empresas.

“A modéstia precisa ser respeitada, mas somos a maior feira de subcontratação da América Latina”, comemorou Koch. O presidente do Sebrae aproveitou para lembrar e agradecer ao prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, pelas melhorias feitas na estrutura do Pavilhão da Uva. Aproveitou ainda para pedir que mais fosse feito.

O diretor da Hannover Fairs Sulamérica, Constantino Bäumle, também se empenhou em falar sobre a infraestrutura necessária para efetuar uma feira como aquela, que cresce a cada ano. “Esses empresários, esses turistas, trazem dinheiro para a cidade e uma feira de 22 anos precisa ser renovada”, destacou.

Já o prefeito de Caxias do Sul destacou a parceria com o Sebrae/RS. ''O Sebrae tem sido um parceiro muito importante para a cidade. A feira cresce cada vez mais e isso é mérito dos expositores e dos empreendedores. Não tenho dúvidas de que Caxias, segundo pólo metalmecânico do Brasil, precisa investir em inovação, conhecimento e tecnologia, características presentes aqui na feira'', discursou Alceu Barbosa Velho.

A cerimônia de abertura da Mercopar contou, ainda, com a apresentação artística de Yamandu Costa e Renato Borghetti.




Comentários