Caterpillar investe R$ 20 milhões em fábrica de remanufatura

Primeira planta da América do Sul será construída em Piracicaba e começa a operar em agosto.

A Caterpillar escolheu a cidade de Piracicaba, no interior de São Paulo, para construir sua primeira fábrica de remanufatura da América do Sul. Com o apoio da Investe São Paulo, serão investidos R$ 20 milhões na unidade, que deve começar a operar em agosto com 70 empregados diretos. A operação também incluirá uma linha de montagem de mangueiras hidráulicas para dar suporte às atividades das fábricas Caterpillar no País, uma em Piracicaba e outra em Campo Largo (PR). 

De acordo com comunicado divulgado pela Investe São Paulo, Piracicaba foi escolhida por já abrigar a sede da Caterpillar no Brasil. Também contribui para a decisão a infraestrutura existente na cidade e a política de sustentabilidade ambiental estadual. 
 
Remanufatura
 
Passarão pelo processo de remanufatura diversas peças, como bombas de água e de óleo, cabeçotes, pistões, bielas, entre outros. Assim que o cliente entrega o componente que não está mais em condições de uso, o mesmo é desmontado, passa por limpeza e por inspeção. Nesta etapa, com base no modelo original, é verificado o que deve ser feito com cada peça para que volte a ter as características de uma nova. Esse é o processo que será realizado em Piracicaba. 
 
A penúltima etapa da remanufatura é a de montagem do equipamento e, por último, é realizada uma série de testes, para que se assegurem as especificações e a qualidade. Por isso, após passar pelo processo de remanufatura, o componente sai da fábrica com a garantia original do fabricante e chega a custar 40% menos que o novo. 
 
Além de evitar que peças sejam descartadas, com o aproveitamento de 99% do material, a remanufatura também contribui para a preservação do meio ambiente a medida que há uma redução de 90% no consumo de água, 80% no de energia e 50% nas emissões de gases na comparação com o processo produtivo de um componente novo. 
 
“Essa é uma das mais importantes contribuições da Caterpillar ao desenvolvimento sustentável, pois estenderemos a vida útil dos recursos não renováveis”, declara o presidente da Caterpillar Brasil, Luiz Carlos Calil. Atualmente, nas 17 fábricas de remanufatura da Caterpillar no mundo, apenas 1% do material recebido para remanufatura é descartado como resíduo. A empresa é capaz de remanufaturar mais de 6 mil tipos diferentes de peças. 
 
“A remanufatura ainda é uma tecnologia nova no Brasil. São Paulo sai na frente e se consolida na busca por atrair esse setor”, conclui o presidente da Investe SP, Luciano Almeida.



Comentários