Honda investe em parque eólico para suprir demanda de energia

Instalações no Sul do País vão suprir consumo de eletricidade da fábrica de Sumaré.

A Honda Automóveis do Brasil anunciou a construção de um parque eólico na cidade de Xangri-lá (RS), com capacidade suficiente para suprir toda a demanda de energia de sua fábrica de automóveis na cidade de Sumaré (SP). A iniciativa receberá investimento inicial de R$ 100 milhões. Xangri-lá foi escolhida por sua infraestrutura e o local definido fica a um quilômetro da linha de transmissão, por onde a energia gerada entrará no sistema.

A energia a ser produzida pode superar o consumo da Honda, o que em tese permitiria a venda do excedente. O parque terá nove turbinas de três megawatts cada, com capacidade de geração de 95 mil megawatts/hora por ano, o que equivale, segundo a fabricante, ao consumo de cidades como Aparecida e Barra Bonita (SP), com população estimada de 35 mil habitantes. A Honda não informou sua despesa anual com energia nem em quanto tempo pode amortizar o investimento.
 
Para o funcionamento do parque eólico, que começa a operar em setembro de 2014, foi criada a Honda Energy do Brasil, que será subsidiária da Honda Automóveis. O atual diretor executivo da fábrica de Sumaré, Carlos Eigi Miyakuchi, será o presidente da Honda Energy. Este é o primeiro investimento da empresa no mundo em uma estrutura para suprir a demanda de energia de toda uma unidade fabril. A Honda não comenta a possibilidade de uma segunda usina para suprir a demanda de sua fábrica de motos em Manaus (AM).



Comentários