SC pode receber fábrica de veículos elétricos

Estado é o mais cotado pela produção de fibra, metalmecânica e mão de obra qualificada.

Investidores da empresa Quark, que reúne uma empresa da Malásia (SCOMI) e duas do Brasil (Grupo MPE e Brasell), estão interessados na implantação de um fábrica para produção de veículos elétricos de alta capacidade, chamados POD-SIT. Utilizado para transportar milhares de pessoas, todos os anos, no aeroporto de Heathrow em Londres, o sistema está se tornando uma das soluções mundiais de mobilidade urbana.

De acordo com o dirigente do grupo, Halan Lemos Moreira, o Estado chama a atenção dos investidores pela referência na produção de fibra, metalmecânica e mão de obra qualificada. O grupo avalia os incentivos disponíveis pelo Estado, assim como a cadeia de fornecedores. Já há disponibilidade de terrenos para a construção da fábrica, em municípios que manifestaram interesse em atrair o investimento.

Se confirmado o investimento, a fábrica será responsável pelo fornecimento do produto para os estados brasileiros. São Paulo e Rio de Janeiro já realizam os estudos necessários para a implantação do sistema POD-SIT. Em Santa Catarina, o Consórcio Floripa em Movimento participa de uma Manifestação Pública de Interesse (PMI) e o apresenta como proposta para a solução de mobilidade urbana, integrado ao transporte marítimo e monotrilho.

Segundo Moreira, o POD-SIT deverá ser fabricado no Brasil, com tecnologia inglesa transferida para a Quark, e Santa Catarina representa a alternativa com maior potencial para isso no momento.

 

Para saber mais sobre a tecnologia londrina, assista ao vídeo [em inglês] abaixo:




Comentários