O mecanismo de corrosão nos aços

Na maioria dos usos do aço na construção civil, os elementos estruturais acabados estarão sujeitos a algum tipo de corrosão ambiental. Seja no caso de estruturas de concreto armado, estruturas metálicas aparentes como edifícios, pontes e ferrovias, ou estruturas submersas em meio aquoso ou de solo , a oxidação provocada pelos agentes externos poderá causar severa deterioração, comprometendo a integridade da obra.

Nesta seção apresenta-se as formas possíveis de corrosão e as medidas preventivas para seu controle.

Tipos de meios corrosivos

A corrosão de um aço é causada por reação química ou eletroquímica do metal com o seu ambiente circundante. O agente de corrosão é em geral líquido, mas também pode ser gasoso ou sólido.

Os meios de corrosão podem ser classificados como aquoso e não-aquosos:

  • Aquosos – incluem todos os tipos de água : natural, purificada e contaminada. Neste campo estão desde as águas deionizadas e destiladas, que contém poucas substâncias dissolvidas, passando pela água doce, que pode conter até 10.000 ppm de minerais e poluentes, por água de minas , poços, água do mar e algumas águas processadas, que podem conter ácidos, bases, sais e gases.
  • Não-aquosos – são os gases, líquidos orgânicos e metais líquidos

Em qualquer dos casos, em geral a água estará presente pelo menos em forma de umidade.

Veja abaixo o mecanismo da formação da corrosão em meio aquoso.

Dentro da gama de uso das estruturas pode-se dividir os processos de corrosão de acordo com o ambiente circundante em:

Tópicos: