Medium_3e2436b
  |   10/05/2016   |   Projeto Descomplicado   |  

Impacto dos custos em projetos - Parte 1

Uma das coisas mais importantes como engenheiro é avaliar os impactos ambientais, em qualidade, produção e uso de um produto.

Posicionamento ideológico

O projetista encontra-se ideologicamente entre duas frentes de trabalho, o cliente e a produção.

A engenharia tem que atender os requerimentos da fábrica ou do cliente, vejamos alguns exemplos de requerimento:

Exemplos de insucesso

Vamos pensar alguns exemplos onde o requerimento do cliente pode complicar a fabricação do produto. Uma mudança estética no produto pode complicar os métodos de produção. Um exemplo clássico na mudança estética é o antigo computador desenvolvido pela neXt do Steve Jobs.

Bonito, né? Pois é, a história dele é marcada pelos requerimentos de beleza de Steve Jobs, que exigia que as faces laterais fossem retas. Porém o processo de fundição, por padrão, necessita de ângulos de extração para separação do produto em relação à ferramenta de fundição. Veja abaixo um trecho retirado da biografia do Steve Jobs, escrita por Walter Isaacson.

"Pior ainda, a perfeição do cubo tornava sua fabricação difícil. A maioria das peças forjadas em moldes tem ângulos levemente superiores ao puro ângulo de noventa graus, para que seja mais fácil retirá- las (assim como é mais fácil tirar um bolo de uma fôrma com ângulos ligeiramente superiores a noventa graus). Mas Esslinger decretou, e Jobs concordou com entusiasmo, que não haveria 'ângulos de saída' que pudessem arruinar a pureza e a perfeição do cubo. Assim, os lados tiveram de ser produzidos em separado, usando fôrmas de 650 mil dólares, numa loja de máquinas especializada em Chicago. A paixão de Jobs pela perfeição tinha fugido do controle".

O cubo custou caro e o seu lançamento no mercado não foi um sucesso, pois o preço dele estava acima de um valor que o mercado estava preparado. Além de tudo, a equipe de produção acusou o golpe, seria difícil de fabricar.

Existem diversos produtos que depois de lançados, tiveram de se adequar a preços que o mercado esperava. Vamos a alguns exemplos:

•    Xbox one
•    Playstation 3
O exemplo do Xbox one é um clássico, quando anunciado, foram divulgados recursos como:
•    Necessidade de estar 100% on-line para funcionar;
•    Obrigatoriedade do Kinect;
•    Os jogos de mídia física não poderiam ser compartilhados entre usuários.

A resposta do mercado foi imediata e existiram reações por todo lado. Em vários pontos a Microsoft teve que ceder e atender os usuários. Quem tem que saber o que os clientes demandam é o marketing, através de suas entrevistas junto ao mercado potencial. O projetista ignorou as necessidades do cliente, o que aumentou o preço de forma desnecessária. O produto quando chegou ao mercado custava U$$ 500, hoje está por menos de U$$ 300, conforme imagem abaixo.

No mercado de softwares costumamos mencionar que a existência de recursos no SolidWorks não garante a aceitação de uma ferramenta, mas sim como ela ajuda o cliente a resolver os problemas cotidianos dos usuários.

Exemplo de sucesso

Um exemplo de produto que foi menosprezado por conta do preço foi o iPhone por conta do preço durante o seu anúncio. O vídeo abaixo mostra Steve Ballmer, ex-CEO da Microsoft, rindo do preço do iPhone depois da apresentação do Steve Jobs. 

A história provou que o Steve que teve a visão certa era o Jobs, o mesmo cara que errou no computador da neXT.
A identificação correta do preço, mesmo que mais alta ou mais baixa, depende de o mercado aceitar o proposto. Lembre-se, tudo depende de o mercado entender o real valor do produto.

Visão das empresas

O que muitas vezes falta aos desenvolvedores de produto é algo que prove o quanto uma alteração no projeto impacta no preço final do produto. Em um post seguinte, estarei demonstrando ferramentas e recursos já existentes no mercado que auxiliam os projetistas a realizarem a análise de custos em tomadas de decisões.

As informações e opiniões veiculadas nesse artigo são de responsabilidade exclusiva do autor e não representam a opinião do Grupo CIMM.
Tópicos:
3e2436b

Guilherme Alfredo Kastner

Técnico de aplicações da SKA Automação de Engenharias desde setembro de 2004. Trabalhou com diversas Soluções Autodesk, SolidWorks. Nos últimos anos o trabalho tem sido focado na melhoria da comunicação das engenharias com os seus clientes dentro das corporações como a fábrica, administrativo e outros setores.


Mais artigos de Guilherme Alfredo Kastner

Últimas perguntas no fórum

Tire suas dúvidas com a comunidade CIMM

Comentários