ANÁLISE DA SUPERFÍCIE USINADA NO TORNEAMENTO DE MATERIAIS ENDURECIDOS COM FERRAMENTA DE PCBN

por: Clarianne Campos, Denis Boing, Rolf Schroeter

Acessar artigo completo



Ano: 2019

Instituições de ensino: Universidade CEUMA , Centro Universitário de Brusque , Universidade Federal de Santa Catarina

Idioma: Portugues

Logo-abcm-300
Logo-cobef-2019



Resumo

A análise da superfície tem sido utilizada não somente para avaliar o nível de rugosidade, mas também na análise tribológica de um componente, de modo a prever seu desempenho funcional. Tal avaliação ganha maior importância quando a análise recai sobre aplicações críticas de engenharia, como em componentes de aços endurecidos submetidos a carregamentos cíclicos. Diante deste cenário, o presente trabalho tem por objetivo avaliar o acabamento de superfícies torneadas em aços endurecidos com ferramentas de PCBN. Para isso foram selecionados três aços – AISI 4340, AISI 52100 e AISI D2, em durezas de 35 HRC e 60 HRC. Os parâmetros de usinagem foram mantidos constantes. Verificou-se que com o aumento da dureza, menores são os valores de rugosidade, sendo tal comportamento válido para os três materiais. Entretanto, quando avaliados separadamente, o aço AISI 52100 obteve o menor valor de rugosidade Ra = (0,17 ± 0,05 µm) em relação aos aços AISI 4340, Ra = (0,31 ± 0,03 µm) e AISI D2 Ra = (0,32±0,11 µm). Além de variáveis como a cinemática da operação e o desgaste da ferramenta, os resultados mostraram que a resposta do material quando submetido ao esforço localizado de cisalhamento impacta no acabamento e topografia da superfície usinada.


Palavras chave

Acessar artigo completo



Comentários ()



Veja outros trabalhos acadêmicos

Outros conteúdos

Fórum

Tire suas dúvidas e ajude outras pessoas no CIMM:

Faça uma pergunta