FERRAMENTAS DE CORTE TEXTURIZADAS APLICADAS EM TORNEAMENTO DE AÇO DE MÉDIO CARBONO

por: Fernando Ribeiro, José Claudio Lopes, Luiz Sanchez, Eduardo Carlos Bianchi

Acessar artigo completo



Ano: 2019

Instituições de ensino: Instituto Federal do Paraná, Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Engenharia de Bauru, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Engenharia de Bauru

Idioma: Portugues

Logo-abcm-300
Logo-cobef-2019



Resumo

A aplicação de fluidos de corte na usinagem é um ponto fortemente debatido devido aos impactos finais do mesmo, seja por custo ambiental ou ocupacional. A dificuldade de penetração do fluido nas zonas de contato do cavaco, principalmente na zona de aderência, faz com que a lubrificação seja ineficiente em muitos casos, como na usinagem de superligas e em altas velocidades de corte. Com isso, técnicas como a texturização de superfícies tem como objetivo promover a entrada e a retenção do fluido nas zonas de contato, reduz a área de contato entre cavaco e ferramenta, possibilitando assim a diminuição do coeficiente de atrito nas operações de usinagem, bem como melhorar os resultados da usinagem à seco em diversas situações. Em meio ao exposto, atribui-se a esse trabalho analisar os efeitos do torneamento do aço AISI 1045, trefilado à frio, realizando comparações entre ferramentas de corte de carbeto de tungstênio texturizadas e não texturizadas, analisando situações de usinagem à seco e com lubrificação abundante. Serão avaliadas forças de corte, temperaturas e vida de ferramenta durante os processos, sendo os experimento e análises realizados no Laboratório de Tecnologia da Usinagem, na Faculdade de Engenharia de Bauru.


Palavras chave

Acessar artigo completo




Comentários



Veja outros trabalhos acadêmicos

Outros conteúdos

Fórum

Tire suas dúvidas e ajude outras pessoas no CIMM:

Faça uma pergunta