Do fordismo à produção flexível: a produção do espaço num contexto de mudança das estratégias de acumulação do capital

por: Adriano Botelho

Icon_pdf Visualizar arquivo PDF Enviar e-mail para o autor



Orientadores: Margarida Maria de Andrade

Páginas: 148

Idioma: Portugues




Resumo

O objeto do presente trabalho é uma análise da produção do espaço da indústria, privilegiando a indústria automobilística brasileira, no contexto de passagem do chamado fordismo para a produção flexível. O objetivo do trabalho é o de examinar a intrincada rede de relações entre o espaço e as estratégias de produção e reprodução do capital, num contexto de transformação dessas estratégias. O espaço é considerado como um produto, mas por outro lado, também é aqui tomado como produtivo. Buscou-se, então, detectar quais são as principais mudanças (políticas, sociais, econômicas e espaciais) que ocorrem na passagem das estratégias fordistas de reprodução e acumulação do capital para as ligadas à produção flexível. E como essa passagem altera os fatores de localização industrial no território, além da própria organização das indústrias.

Icon_pdf Visualizar arquivo PDF Enviar e-mail para o autor



Comentários ()



Veja outros trabalhos acadêmicos

Outros conteúdos

Fórum

Tire suas dúvidas e ajude outras pessoas no CIMM:

Faça uma pergunta