Utilização de fluidos dielétricos á base de óleos vegetais na usinagem por descargas elétricas por penetração

por: Renato Montandon de Lima

Icon_pdf Visualizar arquivo PDF Enviar e-mail para o autor



Orientadores: Prof. Dr. Alberto Arnaldo Raslan

Páginas: 105

Idioma: Portugues

Notas:





Resumo

Os fluidos dielétricos usados nos processos de usinagem por descargas elétricas por penetração (EDM) têm, em geral, preços elevados, são tóxicos e apresentam dificuldades para armazenamento e descarte. Os fluidos dielétricos à base de petróleo além de poluírem o meio ambiente, estão sujeitos às variações de preço do mercado internacional, o que acarreta a elevação dos custos de produção. São empregados em grandes quantidades e descartados após pouco tempo de uso. Além disso, a tendência de esgotamento das reservas mundiais de petróleo não deve ser desconsiderada. Este trabalho mostra a comparação do desempenho de 5 fluidos dielétricos de origem vegetal com o querosene e um óleo mineral. Foi usado um aço rápido ABNT M2 com parâmetros pré-estabelecidos de acabamento fino e desbaste com eletrodos de cobre e grafite. Foram medidas as taxas de
remoção de material (TRM) e o desgaste dos eletrodos-ferramenta. Foram avaliadas as modificações superficiais no material usinado, como a rugosidade e a morfologia, a quantidade e o comprimento de microtrincas, a espessura das camadas refundidas e da
zona afetada pelo calor. As modificações nas propriedades mecânicas foram avaliadas por ensaios de microdureza Vickers. Em comparação com fluidos tradicionais, tanto nas usinagens com eletrodos de cobre quanto de grafite, os resultados mostram a
competitividade dos fluidos de origem vegetal, principalmente em termos de desbaste.


Palavra chave

Icon_pdf Visualizar arquivo PDF Enviar e-mail para o autor



Comentários ()



Veja outros trabalhos acadêmicos

Outros conteúdos

Fórum

Tire suas dúvidas e ajude outras pessoas no CIMM:

Faça uma pergunta