Algolix firma nova parceria e espera quadruplicar faturamento

Algolix firma nova parceria e espera quadruplicar faturamento

A Algolix, prestadora de serviços de usinagem, acaba de firmar parceria com o grupo francês Europe Technologies. Com a parceria, a empresa nacional irá fornecer novos equipamentos, como máquinas para solda por ultrassom, e atuará em outros setores, como Óleo & Gás. A expectativa da empresa é quadruplicar o faturamento nos próximos quatro anos.   

Esse acordo, que já se iniciou pela representação de produtos da Europe Technologies no Brasil e pelo aprendizado através de colaboração técnica em projetos e compra de serviços entre as empresas, tem o foco no fortalecimento e na consolidação de ambas nos mercados brasileiro e global.
 
Segundo o CEO do grupo Europe Technologies, Patrick Cheppe, a parceria com a Algolix reflete o desenvolvimento de sua estratégia global a partir da diversificação geográfica, tendo o Brasil como um dos principais focos de sua atuação, além de responder localmente às necessidades dos clientes internacionais. 
 
Mudanças
A partir da parceria, a Algolix torna-se fornecedeora da Embraer de equipamento de corte por ultrassom fabricado pela Europe Technologies. 
 
Além da divisão mecânica, a parceria abrange negócios que contam com a disponibilidade de equipamentos de alta tecnologia para manutenção de grandes estruturas móveis e imóveis, tecnologias avançadas de 'shot peening' e alívio de tensão de soldas por ultrassom, máquinas e soluções para solda por ultrassom e soluções para processos de materiais compósitos.
 
Investimento
Luiz Camargo, executivo responsável pela comunicação e negociação da parceria entre as duas empresas, afirma que o investimento da Algolix já começou na fase preparatória, quando estabeleceu uma estrutura de gerenciamento automatizado dos setores da empresa, que permite rastrear todos os itens vendidos.
 
"Novos investimentos em máquinas, ampliação da área fabril ou até mesmo aquisição de um galpão maior estão previstos. Além disso, com os novos projetos que irão surgir, será necessária mão de obra adicional e reforço da área administrativa", explica o executivo. 
 
Retorno
A Algolix teve queda nas operações no ano de 2012, devido ao impacto do Euro 5 nas vendas de veículos pesados. Mas a perspectiva é alcançar faturamento histórico ainda em 2013, já que a Algolix tem contratos fechados em novos setores, como no de energia éolica, além de estar em negociações avançadas no segmento de Óleo & Gás e energia. 
 
A empresa espera ainda quadruplicar o faturamento nos próximos quatro anos. "Essa previsão é baseada em novos projetos já em negociação. Também conta o fato que os novos setores têm peças de maior valor agregado que, mesmo com volumes menores que o usualmente fornecido pela empresa principalmente para o setor de veículos pesados, proporcionarão o crescimento almejado", avalia Camargo. 



Comentários