Produção nacional de bicicletas recua 10% em 2012

Produção nacional de bicicletas recua 10% em 2012

 

A produção nacional de bicicletas recuou 10% em 2012, segundo levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). Conforme a entidade, as fabricantes instaladas no país produziram cerca de 4,17 milhões de unidades no ano passado, ante 4,63 milhões de unidades em 2011.
 
As vendas totais de bicicletas também recuaram 10% no acumulado de janeiro a dezembro, conforme a Abraciclo, para cerca de 4,5 milhões de unidades.
 
As importações foram menores no ano, com queda de 11,3% frente ao verificado em 2011, para 327,59 mil unidades.
 
O cenário, contudo, foi diferente para as empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM). Essas fabricantes alcançaram produção de 875,8 mil unidades no ano passado, com alta de 5,9% na comparação com as 826,9 mil unidades de 2011.
 
Apesar do aumento na produção no PIM, o volume de bicicletas vendidas por estas empresas no atacado caiu 3,8% no ano, para 892,2 mil unidades. Já as exportações totais, entre janeiro e dezembro, avançaram 30,2%, para 3,1 mil unidades. Conforme a Abraciclo, Uruguai e Paraguai foram os principais destinos das bicicletas brasileiras exportadas.
 
Em nota, o presidente da entidade, Marcos Fermanian, afirma que, apesar da queda na produção e vendas totais, há demanda crescente por produtos de maior valor agregado. “As fabricantes instaladas no PIM investem para atender essa nova demanda, desenvolvendo produtos tecnologicamente mais avançados”, diz.
 
Para 2013, a expectativa é a de que a produção nacional de bicicletas alcance 4,5 milhões de unidades, das quais 1 milhão de unidades provenientes das empresas instaladas em Manaus. Se esses números se confirmarem, a produção total de bicicletas no país terá se mantido estável na comparação com 2012. Já no Polo de Manaus, terá crescido 14,2%.
 
Por Stella Fontes/ Valor Econômico
 
Tópicos:



Comentários