Índice de confiança do empresário tem 2ª queda seguida em janeiro

Segundo CNI, isso indica que retomada do crescimento deverá ser lenta.


Continua depois da publicidade


O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) atingiu 56,7 pontos em janeiro deste ano, com queda de 0,7 ponto percentual na comparação com dezembro de 2012, informou hoje (22) a Confederação Nacional da Indústria (CNI), com base em pesquisa feita entre 7 e 17 de janeiro com 2.164 empresas.

De acordo com a entidade, esse é o segundo mês consecutivo de queda do indicador, o que interrompe a tendência de crescimento que vinha sendo registrada nos meses anteriores. O ICEI varia de zero a cem pontos, sendo que valores acima de 50 indicam que os empresários estão confiantes. "A retração da confiança indica que a retomada do crescimento da indústria brasileira deverá ser lenta neste início de 2013", avaliou a CNI.
 
A queda da confiança em janeiro, ainda de acordo com a entidade, ocorreu em todos os três segmentos industriais. "Os pequenos empresários são os menos confiantes. O ICEI nas pequenas empresas alcançou 55,4 pontos em janeiro. Nas grandes, ficou em 57,7 pontos", informou a CNI. Já na indústria de transformação, 19 dos 28 setores registraram queda na confiança em janeiro de 2013.
 
O indicador sobre as condições atuais da economia, por sua vez, voltou a ficar abaixo de 50 pontos, "retratando piora na comparação com os últimos seis meses". "As expectativas para os próximos seis meses mantiveram-se praticamente estáveis. O indicador de 60,9 pontos, acima da linha divisória dos 50 pontos, continua a revelar otimismo quanto ao futuro próximo", acrescentou a entidade.



Comentários