Fios de cabelo podem revolucionar energia solar

Estudantes nepaleses descobrem que é possível utilizar fios de cabelo na produção de energia fotovoltaica.

O alto custo dos painéis solares é um dos principais inconvenientes para quem tem vontade de investir num aparelho de energia solar para a sua casa – felizmente, esse problema pode estar com os dias contados. Um grupo de estudantes nepaleses descobriu que é possível utilizar fios de cabelo na produção de energia fotovoltaica, levando o custo dos painéis solares a diminuir consideravelmente.

Isto acontece porque a melanina, pigmento que dá cor aos nossos cabelos, é um excelente condutor de electricidade, capaz de cumprir a função do silício nos painéis solares de alto custo. Ao substituir o elemento químico pelo cabelo no processo de produção, o preço de cada exemplar fica em cerca de €28 (R$ 75).
 
A descoberta foi feita por Milan Karki, de 18 anos, e mais quatro amigos, que tentavam encontrar meios de gerar energia em casas que, como a deles, não têm acesso ao recurso. No Nepal, onde vivem os jovens, a falta de energia é bastante comum, principalmente em áreas rurais.
 
“Primeiro, eu queria gerar electricidade para a minha casa; depois, para a vila. Agora, já penso que posso fornecer energia para o mundo inteiro”, afirmou Karki. Segundo a Super Interessante, os painéis produzidos pelos jovens investigadores medem 15 polegadas e são capazes de gerar até 18W de electricidade.
 
A descoberta pode revolucionar a produção dos painéis e o acesso a estes, uma vez que os fios de cabelo se revelam a fonte de energia renovável mais acessível descoberta até agora. 



Comentários