ZF investirá R$ 532 milhões no Brasil

Aporte contempla nova fábrica e ampliação da capacidade produtiva de eixos e transmissões

A ZF ampliará sua capacidade produtiva no Brasil com investimento de R$ 532 milhões, que serão aplicados entre 2013 e 2016, informa a empresa em comunicado divulgado ontem (17). Parte do aporte, R$ 15 milhões, será utilizada na construção de mais uma fábrica em Sorocaba (SP), desta vez para a produção de componentes de metal-borracha e plástico, com processo de vulcanização da borracha, adesivação e injeção de plásticos. A nova planta terá 6,5 mil metros quadrados de área construída e empregará 150 pessoas.

O investimento também sustentará a ampliação da fábrica que a empresa mantém em Sorocaba para receber uma nova linha de montagem de transmissões da linha média de ônibus e caminhões, uma nova linha de eixos para máquinas agrícolas e um centro de desenvolvimento de protótipos.
 
Segundo o diretor da ZF Services e Marketing para a América do Sul, João Lopes, apesar do fraco desempenho do mercado de caminhões este ano, o novo regime automotivo e a expectativa de retomada das vendas de veículos pesados em 2013 motivam a empresa em manter os planos de expansão no Brasil. 
 
“Com a introdução do programa Inovar-Auto em 2013, as montadoras estão obrigadas a investir no conteúdo nacional de seus veículos leves e pesados. A ZF sempre produziu localmente grande parte de seus produtos, e com a série de investimentos previstos, vamos aumentar ainda mais a nossa participação no mercado automotivo brasileiro. Acreditamos – e temos sinais e perspectivas dos grandes players – na retomada de produção e vendas para 2013.” 
 
O executivo prevê ainda que a recuperação do mercado esperada para o próximo ano deve gerar a necessidade de novas contratações. No próximo ano, a empresa calcula que sua capacidade produtiva será de 45 mil unidades por ano.
 
Em 2012 a ZF manteve seu calendário de lançamentos: apresentou sua nova linha de transmissões para veículos comerciais médios, a ZF-Ecolite e ZF-Ecomid, cujos índices de nacionalização devem chegar aos 60% em 2013, informa. A primeira é de seis velocidades e sua aplicação destina-se a ônibus, sendo a MAN Latin America o maior cliente. A montadora utiliza transmissões ZF em 98% de sua linha de ônibus. Já a ZF-Ecomid é uma transmissão manual de nove velocidades para caminhões, hoje fornecidas para MAN e Iveco



Comentários