Venda de carro fecha novembro em queda

Houve uma queda de 3% em relação ao mesmo período do ano passado

 

Balanço divulgado ontem (03) pela Fenabrave - a entidade que abriga as concessionárias de veículos - confirmou a desaceleração no mercado automotivo em novembro. No total, os brasileiros compraram 311,8 mil veículos durante o mês passado, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.
 
O volume ficou 3% abaixo do desempenho apurado no mesmo período do ano passado. Na comparação com outubro, que teve dois dias úteis a mais de venda, a queda foi de 8,7%. Considerando apenas as vendas de carros de passeio e utilitários leves, as vendas caíram 2,7% na comparação com novembro de 2011 e 9,1% em relação a outubro.
 
Apesar disso, as montadoras apostam numa corridas dos consumidores às lojas em dezembro, o último mês de redução nas alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).
 
A General Motors (GM) acompanhou a decisão da Ford e decidiu não dar as tradicionais férias coletivas de fim de ano. Duas das fábricas do grupo - em São Caetano do Sul (SP) e Gravataí (RS) - vão operar normalmente neste fim de ano, parando apenas nos feriados de Natal e Ano Novo. Só haverá parada na fábrica de São José dos Campos (SP), mas em virtude de folga que será dada aos operários entre 22 de dezembro e 2 de janeiro para compensar jornadas extras de trabalho. A Fiat, instalada em Betim (MG), também não prevê férias coletivas neste mês.
 
Por Eduardo Laguna/ Valor Econômico 
 



Comentários