Setor de máquinas aposta em lançamentos e juros baixos para ampliar vendas

Empresas do setor trazem novidades para a 21ª edição da Mercopar


Continua depois da publicidade


 

A 21ª Mercopar comprova que é necessário investir em novos produtos para se manter no mercado. Muitas empresas trazem nova linha de máquinas e equipamentos para expor em Caxias do Sul (RS), segundo polo metalmecânico do Brasil. 
 
Uma delas é a Cimhsa, uma das maiores fornecedoras de máquinas operatrizes no Brasil. Com uma ampla gama de máquinas, no primeiro dia de Feira, a empresa  já concluiu uma venda. "O mercado está tendo uma retomada boa. Na semana passada, na Feira em Curitiba (PR), vendemos um total de 17 máquinas e esperamos manter esse ritmo", explica o gerente de vendas da Cimhsa, Vinicius Cordeiro.
 
Para isso, a Cimhsa está lançando um novo produto na Mercopar, o Torno CNC, modelo TR 25, com comando Fanuc. "É um torno CNC com um diâmetro da placa hidráulica do cabeçote de 20mm, com uma velocidade de 4500rpm  e uma torre hidráulica de oito posições. Além disso, conta com transportador de cavacos tipo esteira e preset de ferramentas. Mesmo com esses acessórios, é um produto com preço acessível, que atrai compradores", explica Cordeiro. Segundo o gerente de vendas, o Rio Grande do Sul é um importante polo de atuação da empresa, que já conta com cinco representantes no estado. 
 
A Mitsui Motion Máquinas, que tem parcerias com as principais empresas japonesas no segmento de máquinas operatrizes, como Fanuc, Mori Seiki e Nikkene, apresenta uma nova linha na Mercopar. A linha de máquinas italiana CMS é voltada para os setores aeroespacial, de energia eólica, náutica e automotiva. "Essa linha trabalha com diversos materiais compostos, como resinas e fibras. Inclusive a Embraer já utiliza essa linha em sua produção", explica o presidente da Mitsui Motion, Marcos Bastos. 
 
Ele afirma que o setor de máquinas inicia um movimento positivo e a empresa espera uma reação do setor. A Mitsui Motion aposta na região para esta retomada. "Mesmo com a nossa matriz em São Paulo, hoje temos uma importante base no Estado gaúcho, com assistência técnica, setor de engenharia e comercial e a tendência é que no ano que vem essa base seja ampliada", diz Bastos. 
 
Juros baixos
A Baw Brasil, fabricante de máquinas de corte, trouxe seu lançamento deste ano para a Mercopar, a máquina de corte a plasma LineaCord MAX da Femcor. O supervisor comercial da empresa, Luciano de Castilhos, explica que o grande diferencial da máquina é o sistema Flow Chamber. "Com a instalação dessa câmara de pressão controlada em conjunto com um sistema de lubrificação permanente, ganhamos em produtividade. Além disso, esse tipo de máquina representa mais segurança para o operador", argumenta Castilhos. A empresa caxiense pretende fechar bos negócios na Mercopar. "Já estamos com alguns em andamento e pretendemos concui-los aqui na Feira", afirma.
 
Ele comenta que em setembro já houve um aumento da demanda por máquinas com o anúncio da redução dos juros pelo governo federal e as expectativas para o próximo ano não poderiam ser melhores. "Iremos lançar uma maquina a laser, a primeira fabricada no Brasil a fibra ótica, com assistencia técnica aqui de Caxias do Sul. Então será a primeira máquina a laser finamizável do país", diz. 
 
Outra empresa que aposta na redução dos juros da Finame para ampliar as vendas é a Newton. De acordo com o gerente de divisão da empresa, Ciclair Bueno, a expectativa é que ainda neste mês, o setor de máquinas já sinta os impactos da redução dos juros para 2,5%. A Newton traz como destaque para a Mercopar a Prensa Dobradeira Hidráulica PSR-7020. "Com um consumo semelhante à linha anterior, a PSR tem mais velocidade no ciclo, o que reverte em ganho de produtividade", explica Bueno. A prensa adota segurança conforme a NR-12 e pode ser configurada com até 11 eixos, mesa compensadora, acompanhador de dobra e diversos modelos de CNC intermediários e ferramental. Sua capacidade de dobra é de 70 toneladas. 
 
 
 
Mercopar
A 21ª edição da  Feira de Inovação e Subcontratação Industrial segue até sexta-feira (05), no Centro de Feiras e Eventos da Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS). A Feira envolve empresas de vários setores, entre eles os de Automação Industrial, Borracha, Eletroeletrônico, Energia e Meio Ambiente, Metalmecânico, Movimentação e Armazenagem de Materiais, Plástico, e Serviços Industriais. O evento é realizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul (Sebrae/RS) e pela Hannover Fairs Sulamerica. O horário de funcionamento é das 14h às 21h.  
Tópicos:



Comentários