Fiat inicia construção de fábrica em Pernambuco

A primeira etapa da obra deve mobilizar 100 trabalhadores e durar 90 dias

 

A Fiat iniciou nesta segunda-feira, 17, a construção de sua nova fábrica em Goiana, Pernambuco, em um terreno de 14 milhões de metros quadrados. Na primeira etapa, a ser executada por uma construtora pernambucana em cerca de 90 dias, serão implantados os canteiros de obras, bem como escritórios dos profissionais que acompanharão o processo e receberão equipamentos da futura unidade. 
 
Serão mobilizados aproximadamente 100 trabalhadores na fase inicial, entre serventes, pedreiros, eletricistas, encanadores, pintores e montadores, além de engenheiros e equipe administrativa. Nas próximas, devem ser empregados cerca de sete mil profissionais. A construção deverá ser concluída em 2014. 
 
Segundo a Fiat, o projeto da fábrica tem concepção sustentável. A unidade contará com sistemas de tratamento de efluentes e resíduos biológicos, para reaproveitamento da água consumida nos processos produtivos e recolhimento e segregação de resíduos para destinação ambientalmente correta. Além disso, utilizará sistemas de ventilação e de iluminação interna naturais. 
 
Capacidade
Com capacidade para produzir 250 mil carros por ano, a unidade da Fiat empregará aproximadamente 4,5 mil pessoas. Junto a ela, será integrado um parque de fornecedores com 15 empresas sistemistas (fornecedores de primeiro nível), e serão construídos centros de capacitação e treinamento e de pesquisa e desenvolvimento, além de pistas de testes e campo de provas - o único da Fiat fora da Itália. 
 
Com o intuito de aproveitar profissionais locais para a projeção, desenvolvimento, produção e validação de seus produtos, a Fiat estabeleceu, inclusive, acordo de capacitação de engenheiros, envolvendo universidades de Pernambuco e o Instituto Politécnico de Turim.
 
Tópicos:
              



Comentários