Mantega diz que economia crescerá 4% no último trimestre

Segundo o Ministro da Fazenda, a economia crescerá 4%, porém as projeções do mercado apontam para 1,8%

 

O ministro da Fazenda Guido Mantega afirmou ontem (23) que a economia já está dando sinais consistentes de retomada. Segundo ele, as previsões indicam que o último trimestre deste ano fechará com um crescimento de 4%. As projeções do mercado apontam para 1,8%.
 
Mantega explicou que o reaquecimento da economia está embasado na confiança do consumidor, que não sofreu abalos durante a crise porque, principalmente, os juros e a taxa de desemprego caíram.
 
Em julho, o índice de desemprego foi de 5,2%, o mais baixo da série histórica nacional, segundo o ministro. No mês, foram criados 142 mil postos de trabalho formais. "Isso no meio de uma crise mundial", disse.
 
O ministro afirmou que o governo está criando condições para que, além de manter o consumo em alta, haja queda do custo do investimento, algo voltado para a produção industrial.
 
"O governo está mantendo um programa de incentivo ao investimento para retomarmos as taxas de 2007", disse. Naquele momento, o investimento crescia acima de 20%, superando o ritmo de alta do consumo e do PIB.
 
Ainda segundo o ministro, se o objetivo for atingido, haverá ainda mais produção e mais consumo. Mantega citou pesquisa de uma consultoria que projeta o Brasil como o quinto maior mercado de consumo no mundo em 2020.



Comentários