IBGE divulga PIA-Produto com destaque para óleo diesel e petróleo

Fonte: InfoMoney - 31/05/07

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quarta-feira (30) a Pesquisa Industrial Anual - Produto referente a 2005, com informações das empresas industriais do país com 30 ou mais pessoas ocupadas, investigando cerca de 3.600 itens. Em 2005, as vendas totalizaram R$ 1,1 trilhão, o que representa cerca de 90% das vendas totais da indústria brasileira.

Óleo diesel e petróleo são destaques

O óleo diesel liderou a lista dos 100 maiores produtos industriais em valor de vendas no país, com R$ 40 bilhões. Destaque no setor de bens intermediários em 2005, o produto teve 64% de suas vendas localizadas nos estados de São Paulo, Paraná e Bahia.

Outro destaque deste ranking foi o petróleo, que saltou da 99º posição em 2000, ano em que a pesquisa havia sido realizada pela última vez, para a 8º em 2005. Um dos motivos do bom desempenho é a crescente participação do insumo na pauta das exportações brasileiras nos últimos anos.

São Paulo e bens intermediários mantêm liderança
A pesquisa também mostrou que o estado de São Paulo se mantém com a maior participação nas vendas em 2005 com 41,6%, embora tenha perdido importância em relação a 2000 (46,4%). O mesmo movimento ocorre em todas as categorias de uso: bens de capital, bens intermediários, bens de consumo duráveis e bens de consumo semi e não-duráveis.

Em relação aos segmentos, o de bens intermediários confirmou a liderança nas vendas industriais por categorias de uso em 2005, com 57,9%. O movimento se deve ao dinamismo das exportações brasileiras, favorecidas pela valorização das commodities. No mesmo setor, vale ressaltar o crescimento no setor de minérios de ferro beneficiados, que ocupou o terceiro lugar no ranking das vendas nacionais.

Outros destaques


O segmento de bens de consumo semi e não-duráveis manteve a segunda posição entre as categorias de uso, com 21,2%. Entre os bens de consumo não-duráveis, destaques para gasolina e álcool, com os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná alcançando uma participação de 69,7% do total dos produtos.

A categoria de bens de consumo duráveis alcançou o terceiro lugar, com 8,8%. O destaque do segmento foram as vendas de celulares, que colocam o produto na sexta posição entre os produtos com maior valor de vendas.

Por fim, na quarta posição ficou o setor de bens de capital, com uma participação de 7,7%. O destaque da categoria foi a indústria do Rio Grande do Sul, que mostrou o maior ganho entre 2000 (8,4%) e 2005 (11,9%).
Tópicos:
  



Comentários