SKF inicia operação regional em Macaé

A unidade brasileira do grupo SKF, fabricante de rolamentos e prestadora de serviços industriais, escolheu a cidade fluminense de Macaé para iniciar sua atuação regional. Esse anúncio faz parte de uma estratégia de negócios da companhia, que inclui proximidade com os clientes e abertura de mais três operações regionais ainda neste ano, período em que pretende faturar cerca de R$ 6 milhões apenas com essas unidades.
 
“Diferente de outras empresas, estamos fazendo movimento inverso ao mercado, que costumeiramente abre escritório em alguma capital e depois prospecta negócios. Estamos indo para cidades onde temos negócios concretos há pelo menos dois anos e que façam parte de um polo industrial interessante”, explica Ricardo Perroni, gerente de vendas de serviços da SKF do Brasil.
 
Ao se instalar nessas cidades, a SKF pode atuar em duas frentes: suporte à rede de distribuidores autorizados e execução de serviços em manutenção industrial. Os produtos da empresa, como rolamentos, correias, polias, acoplamentos e correntes, ajudam a aumentar a eficiência operacional das indústrias e a reduzir os custos das operações com paradas não programadas em máquinas e equipamentos. Por meio da execução de serviços, a companhia faz manutenção preditiva e proativa em sistemas rotativos e ajuda grandes conglomerados a obter mais eficiência na gestão de ativos.
 
A SKF chegou a Macaé em 2003 para prestar serviços a empresas do segmento de Óleo e Gás da região. De lá para cá, conquistou novos clientes e aumentou os negócios da companhia na região. O município também será estratégico para a empresa ampliar sua carteira de clientes e aumentar o faturamento em todo o Estado.
 
“É o momento ideal para colocarmos essa estratégia em prática. Atuamos em Macaé há quase uma década onde construímos uma sólida carteira de clientes. Nossa chegada por lá vai ajudar a fidelizar ainda mais o relacionamento que temos com essa base, além da possibilidade de ampliarmos nossos negócios na região”, completa o executivo.
 
A chegada em Macaé é o pontapé inicial da companhia para aportar em cidades com forte atuação industrial. Estão na mira da empresa os municípios de Três Lagoas (MS), Camaçari (BA) e Belo Horizonte (MG), todas amparadas por um grande núcleo empresarial. Até 2015 a companhia deve inaugurar seis escritórios regionais.
Tópicos:
  



Comentários