Boeing fecha acordo para pesquisa no País

A Boeing e a Elbit Systems of America assinaram um memorando de entendimento para o desenvolvimento de equipamentos de aviônica no Brasil. Na prática esse movimento pode ser encarado como o primeiro sinal para o governo brasileiro de que a empresa norte-americana está disposta a realizar a transferência de tecnologia para o programa de compra de caças pelo governo brasileiro. Isso porque o equipamento que será desenvolvido é utilizado justamente nos caças Super Hornet F-18 e na família F-15.

A própria empresa admite que com esse anúncio de parceria ganha força no programa militar brasileiro de compra onde a Boeing concorre contra o modelo Rafale da francesa Dassault e o Gripen da sueca Saab. A expectativa é de que a presidente Dilma Rousseff anuncie o vencedor da concorrência até o final do primeiro semestre deste ano.

A Elbit se comprometeu a investir em sua subsidiária brasileira,AEL Sistemas, localizada em Porto Alegre (RS). Porém, o valor desse aporte não foi revelado.

O documento assinado pelas empresas prevê que a Elbit participe do processo de produção de design, desenvolvimento e suporte de um software de display de grande área de exposição. Em nota, a Boeing afirma que "o conhecimento e a capacidade adquirida com este trabalho também irá apoiar os esforços e AEL Sistemas para o estabelecimento de um Centro de Tecnologia Avançada de Excelência no Brasil, que irá posicionar Sistemas AEL para expandir seu mercado de aviônicos a outros tipos de aeronaves".

Tópicos:



Comentários