Empresa de automação brasileira lança softwares para setor metal mecânico

A Citisystems, empresa de desenvolvimento de tecnologias na área de automação industrial, acaba de lançar dois novos softwares de supervisão e controle e que podem substituir os comandos da máquina diretamente para o computador. O Curvsys e o Perfsys são softwares de supervisão e controle que prometem a retirada das atuais

Com o Curvsys é possível gerar o receituário de produção da peça de forma rápida e automática. Basta carregar o projeto da peça 3D salvo em formato .stp (oriundo de softwares consagrados como o Autocad, Inventor e Solidworks) para começar a produzir. Isto evita erros operacionais que tendem a ser maiores na produção de peças mais complexas e aumenta a performance do equipamento.

Já o Perfsys, desenvolvido para máquinas perfiladeiras com estampagem tem o diferencial de interfacear com projetos de peças em 2D e utilizar algoritmos computacionais para reconhecer rapidamente quais os estampos da máquina podem ser utilizados para produção da peça e qual a sequência correta de estampagem deve ser seguida até o corte. Com isto, eliminam-se as perdas de material devido à inserção de parâmetros incorretos e permite a existência de um banco de dados de peças armazenadas no software para alimentar a linha de produção.
Ambos os softwares possuem ainda recursos de visualização 2D e 3D de peças, gestão de produção por período, registro histórico de variáveis de produção, apontamento automático de produção, integração com outros banco de dados, exportação dos registros para editores como o Excel, Word, etc, controle de acesso de usuários, indicadores gráficos de produção e registros histórico de OEE (Overall equipment effectiveness).

O desenvolvimento dos dois produtos, segundo o diretor de projetos da empresa, Cristiano Bertulucci Silveira, visa atender uma demanda crescente no mercado nacional por softwares inteligentes em máquinas e equipamentos que por sua vez tende a suprir as necessidades de melhor performance operacional nas indústrias e maior preocupação em gerir melhor os seus recursos. Outro fator importante, segundo Silveira é a tendência mundial para que os fabricantes de máquinas e equipamentos migrem para plataformas PCs devido a possibilidade de agregar muito mais recursos e funcionalidades.




Comentários