Presidente da Petrobras destaca importânicia de conteúdo nacional em primeira coletiva

Em sua primeira entrevista coletiva no novo cargo, a nova presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, destacou a estratégia da companhia em relação à política de conteúdo local.

A presidente ressaltou que vários e importantes países produtores de petróleo têm políticas semelhantes à do Brasil e observou a importância do ganho de competitividade da indústria brasileira de bens e serviços para o segmento de petróleo e gás. “A questão da competitividade é fundamental”, disse aos jornalistas na noite desta segunda-feira (13), na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro. Foster afirmou que estará em constantes conversas com os fornecedores e que o conteúdo das negociações será, principalmente, em torno de preços e prazos.

Perguntada sobre qual seria seu foco como presidente, Graça respondeu: “Meu foco vai ser na gestão”. Ela ressaltou a importância de dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito.

A nova presidente também falou sobre segurança operacional e reafirmou o foco da estatal na prevenção de acidentes. “As auditorias internas da Petrobras estão e serão mais rigorosas do que as inspeções de outros órgãos, agências e institutos”. Para ela, a cultura da prevenção está cada vez mais presente na fala dos gerentes e técnicos da companhia.

A presidente afirmou ainda que dará prioridade à área de Exploração e Produção. “O E&P representa mais da metade do investimento total e o resultado vem, em grande parte, dessa área”, disse.

Ela avaliou como “extremamente positivo” o crescimento do consumo de combustíveis no Brasil e destacou os investimentos da Companhia em refino. “Estamos investindo pesadíssimo em refino. São quatro novas refinarias (em construção) e o mercado precisa ser sustentável para ser ainda maior quando as novas unidades estiverem prontas”, avaliou.

Por fim, a presidente agradeceu a presença dos jornalistas e disse que gostaria de ter uma relação muito próxima e próspera com a imprensa durante a sua gestão.

Tópicos:



Comentários