Lubrificante Castrol substitui três produtos na proteção de autopeças

A utilização de óleo para proteção de autopeças após a usinagem é cada vez mais comum para evitar a corrosão, promovendo a selagem de forma que os contaminantes, como a umidade, não entrem no processo. Um fabricante do segmento de autopeças utilizava na etapa de escovamento da linha de produção um fluido desengraxante, e após a peça pronta, aplicava por meio do método Spray, dois fluidos protetivos de fabricantes diferentes. Ainda assim a corrosão nas peças era algo comum.

Os testes feitos com o produto Aquasafe 330 da Castrol alteraram a rotina de produção com o ganho de tempo e eliminação de produtos. Depois de um mês e meio em estudos, o produto está em uso pela empresa há quase três meses. Agora as peças já saem banhadas no novo óleo lubrificante, com a eliminação da aplicação por spray.

“Inicialmente, o Aquasafe 330 também seria aplicado por spray sobre as peças, no entanto, em conjunto com o cliente, decidimos utilizar o fluido protetivo solúvel diretamente na operação de escovamento, buscando o cumprimento das duas funções a partir de uma única operação”, conta  o gerente de contas regional Castrol Industrial, Silvio Nunes. Com o novo processo a empresa terá uma economia anual de R$ 103.800. O produto pode ser utilizado em todo tipo de metal, ferrosos ou não, ligas e metais amarelos.




Comentários