Produção de máquinas agrícolas recua 7,9%

O segmento de máquinas agrícolas registrou queda em 2011 na comparação com o ano anterior de acordo com dados divulgados pela Anfavea. A produção foi de 81.809 unidades, 7,9% a menos que em 2010. As vendas no mercado interno somaram 65.318 máquinas, queda de 4,7%. A menor retração, de 4,2%, foi registrada nas exportações: 18.373 itens foram enviados ao exterior.

A retração no segmento ficou muito próxima às projeções do setor e era esperada porque alguns programas de financiamento em 2010 estimularam as vendas. No mercado interno, os tratores de rodas mostraram retração de 7,3% no confronto com 2010. A queda mais expressiva, 27,7%, ocorreu na venda de cultivadores motorizados.

As colheitadeiras revelaram alta importante em 2011: o mercado interno consumiu 5.338 unidades, 17,3% a mais que no ano anterior. Também registraram alta os tratores de esteiras, 16,4%, e as retroescavadeiras, 9,9%, números puxados pelo bom momento da construção civil.

A Massey Ferguson (AGCO) liderou a venda interna de tratores de rodas, com 14.451 unidades (bem menos que as 17.085 unidades de 2010, queda de 15,4%). O segundo posto em 2011 coube à Valtra, com 11.757 unidades, e o terceiro à Case New Holland, com 10.493. A líder entre as colheitadeiras foi a John Deere, com 1.928 unidades vendidas no ano passado.

Para 2012, as projeções da Anfavea repetem os números estimados para o ano que terminou: produção de 80 mil unidades, vendas ao mercado interno de 65,7 mil e exportação de 18,2 mil.

Tópicos:
  



Comentários