Iochpe-Maxion vai expandir fábrica em Contagem-MG

A Iochpe-Maxion Componentes Automotivos irá concluir até 2013 um plano de investimentos de R$ 91,1 milhões na Divisão de Componentes Automotivos, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A unidade irá mais que dobrar de tamanho para acompanhar a demanda das montadoras.

O protocolo de intenções foi assinado ontem pela secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, e pelo diretor da Iochpe-Maxion, Marcos Luchese. Na planta de Contagem são produzidos conjuntos estampados, dobradiças, fechos, alavancas, pedaleiras, fechaduras, entre outros componentes.

De acordo com Luchese, o projeto de expansão da divisão de componentes foi iniciado no ano passado. "Entre 50% e 55% do total planejado já foi investido", afirmou. Entre os aportes já próximos de serem concluídos, conforme ele, está a ampliação física da fábrica, que passará de 12 mil metros quadrados de área construída para 28 mil metros quadrados.

Automação - O plano também compreende melhorias e expansão do processo produtivo através de investimentos em automação e aquisição de equipamentos, como prensas e robôs. O diretor da empresa preferiu não revelar qual será o incremento da capacidade instalada da unidade em Contagem. Apesar disso, segundo Luchese, com os aportes já realizados, a divisão de componentes automotivos dobrou seu faturamento.

O projeto irá gerar 347 empregos diretos e 220 postos de trabalho indiretos. A unidade conta hoje com 1.050 funcionários, conforme informou o diretor.

Segundo Luchese, os investimentos são necessários para acompanhar a demanda de seus clientes, principalmente a Fiat Automóveis S/A (Fiasa). A companhia mantém aportes de R$ 7 bilhões em sua unidade em Betim (RMBH) para ampliar a produção de veículos.

Até 2015, a montadora italiana aumentará sua produção em 150 mil unidades/ano. A planta na RMBH passará de uma capacidade de 800 mil unidades anuais para 950 mil unidades anuais.

O diretor lembrou que a fabricante de automóveis e comerciais leves, principal cliente da unidade em Contagem, também lançou novos produtos recentemente, o que tornou necessário os investimentos para produzir os componentes voltados para estes produtos.

Com os investimentos, além da demanda crescente, as projeções são de alcançar incremento de 35% no faturamento neste ano na comparação com 2010. Já para o próximo exercício, segundo Luchese, a divisão deverá acompanhar as estimativas do setor automotivo, com crescimento entre 4% e 6%, ante 2011.

Apesar do crescimento expressivo no volume de negócios neste ano, nos últimos três meses, foi verificado um arrefecimento no mercado em virtude da desaceleração da economia brasileira. "Atualmente estamos operando com aproximadamente 70% da capacidade instalada", afirmou Luchese.

O grupo Iochpe-Maxion é um fabricante nacional de rodas e chassis para veículos comerciais, autopeças para veículos de passageiros, e de vagões de carga e fundidos ferroviários. A companhia possui cerca de 6.500 funcionários em sete unidades fabris, localizadas em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e na China. A Divisão de Componentes Automotivos, em Contagem, funciona desde 1974.




Comentários