Petrobras está entre as 10 mais respeitadas do mundo

Fonte: UOL - 29/05/07

A Petrobras passou do 83º para o 8º lugar entre as empresas mais respeitadas do mundo, segundo pesquisa divulgada pelo Reputation Institute (RI), empresa privada de assessoria e pesquisa, com sede em Nova York, e representação em mais de 20 países.

A primeira colocada no estudo é a dinamarquesa Lego, de peças de brinquedo para montar. Com três empresas diferentes, a Dinamarca é o país com mais representantes entre os dez primeiros da lista.

um modelo de pesquisa (Modelo RepTrakT) que mede o nível de estima, confiança, respeito eO levantamento relaciona as 600 grandes empresas do mundo e foi realizado pelo décimo ano consecutivo. O Reputation Institute criou admiração que os consumidores têm em relação às empresas. A entidade entrevistou mais de 60 mil pessoas, de janeiro a fevereiro de 2007, em 29 países.

Na pesquisa, o instituto aponta o salto da Petrobras, que passou de 73.99 pontos, em 2006, para 82.19, em 2007. A companhia avançou 75 posições, deixando para trás empresas como Michelin, UPS, Swatch Group, Honda e Kraft Foods.

Segundo o Reputation Institute, no comunicado de avaliação da pesquisa, "Petrobras, Vale do Rio Doce (CVRD) e Grupo Pão de Açucar tiveram expressivo avanço" no levantamento.

A Petrobras conquistou também a melhor posição entre as empresas de energia. A segunda colocada do segmento é a Gazprom-neft, empresa russa que ficou na 28ª posição.

O mesmo ranking internacional revela que, entre as brasileiras, a Petrobras aparece em primeiro lugar, à frente da Companhia Vale do Rio Doce (31º), Grupo Pão de Açúcar (40º) e Gerdau (46º).

Vinte empresas de capital nacional participaram da pesquisa e quatro ficaram entre as 50 primeiras colocadas. Em 2006, nenhuma empresa brasileira apareceu entre as 50 companhias mais respeitadas.

O Reputation Institute avalia também sete outras dimensões que, com base em pesquisas qualitativas e quantitativas, explicam a reputação de uma empresa no âmbito internacional: liderança, cidadania, performance, produtos/serviços, inovação, ambiente de trabalho e governança. Esta é a segunda edição da pesquisa no Brasil.
Tópicos:



Comentários