Tigre recebe R$9,2 milhões para investimento em tecnologia

Fonte: Ministério da Ciência e Tecnologia

Detentora de 60% do mercado nacional de tubos e conexões de PVC, a Tigre recebeu R$9,2 milhões da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCT) para investir em projetos de desenvolvimento tecnológico nos setores de construção civil, infra-estrutura e irrigação.

Graças à iniciativa, iniciada em março de 2005, a empresa lançou, a partir de 54 projetos, 577 novos produtos no mercado, todos voltados para a melhoria e a inovação no processo de condução de água, esgoto e eletricidade.

"Com o financiamento da Finep conseguimos agilizar nosso processo de pesquisa e desenvolvimento. Assim, colocamos em prática novas linhas de estudo, além da hidráulica, sempre buscando novas oportunidades no mercado", informa o departamento de comunicação da empresa.

"A iniciativa permitiu que a Tigre incrementasse as atividades de P&D, de geração de emprego e o aumento das exportações e do número de parcerias com universidades e instituições de C&T", complementa Ana Cristina de Andrade Cabral, analista da Finep responsável pelo projeto.

Atualmente, a Tigre possui quatro mil funcionários e comercializa produtos em mais de 35 países. Para atender à demanda, mantêm cinco centros operacionais no Brasil e unidades na Argentina, Bolívia, Chile e Paraguai. Como conseqüência, a empresa faturou R$ 1,74 bi em 2006. Para este ano, a expectativa de crescimento é de entre 7% e 8%.

Somente na área de P&D, a empresa aloca 82 profissionais, dos quais 22 mestres e pós-graduados. No total, são aproximadamente 3,5 mil itens na linha de produtos. Com relação a patentes, foram registradas 102 nos últimos 10 anos, no Brasil e no exterior.

O projeto de parceria está enquadrado no âmbito da Política Tecnológica, Industrial e de Comércio Exterior (Pitce) e tem previsão de término para o segundo semestre de 2007.



Comentários