Heller do Brasil fabrica os primeiros centros de usinagem da nova série

O mercado brasileiro está em alta para a Heller. A nova série de Centros de Usinagem, lançada mundialmente em setembro, na Emo Hannover, já estava no Brasil desde maio durante a Feimafe. A filial brasileira foi a primeira a levar o projeto e, após o conceito ser aprovado, ele foi adotado mundialmente. Outro motivo, de acordo com o diretor comercial da Heller, Augusto Mestre, é a força do mercado brasileiro no cenário mundial.

Seguindo as características de alta flexibilidade dos centros de usinagem horizontais da Heller,  a série MC é adequada a múltiplas aplicações, como usinagem de material bruto ou pré-manufaturado, de peças mecânicas, em geral de ferro fundido, forjados e fundidos de aços e suas ligas, alumínio e suas ligas e outras ligas leves.

MC 4000 HellerO Diretor Comercial da empresa conta que a máquina foi projetada através do modelo de cálculo de elementos finitos (FEM) o que levou a combinação de elevada rigidez estrutural da base e coluna das máquinas ao mesmo tempo em que é compacta e não tem necessidade de ancoragem. Augusto Mestre também destaca a maior capacidade de carga sobre a mesa e uma área de usinagem mais ampla.

Entre as capacidades da nova máquina estão  cursos X-Y-Z de 630 a 800 mm e Fusos SK 40 (HSK 63) ou SK 50 (HSK 100), unidades de trabalho com maior potência, maior torque e gamas de rotações, magazines de ferramentas com maior capacidade e variedade de geometrias.

Tópicos:
  



Comentários