Agência do BRDE no Paraná quer aumentar crédito para setor metal mecânico

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul possui 2 bilhões para financiamento de empresas de todos os portes nos Estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul.Para atingir a meta de um bilhão em financiamento, a seção do Estado do Paraná adotou medidas pró-ativas para ofertar crédito as empresas. Com dados de que 18% do PIB do Estado é produzido pelo setor metal mecânico, o setor é um dos principais focos do banco a partir deste ano.

"Estamos fazendo levantamento de mercado para iniciar atuação nas indústrias com maior demanda, como o setor metal mecânico no Paraná. O objetivo é não esperar pelas empresas que buscam crédito e se mostrar disponível para aumentar a carteira de clientes", disse o assessor de direção do banco no Paraná, Alaor Tavares.

O BRDE atua como agente financeiro, mediador necessário para todos os empresários que queiram adquirir crédito junto ao BNDES, mas os recursos são do banco nacional. Entre as maiores procuras de crédito junto ao banco hoje estão a linha Finame, para compra de máquinas com o mínimo de 60% de componentes nacionais, possui uma taxa juros de 6,5% ao ano. O tempo médio de aprovação de crédito pelo BNDES, via instituição financeira é de 60 dias.

Além do Finame, outro destaque é o Cartão do BNDES, para empresas com faturamento de até R$ 90 milhões anuais e permite financiamento de até 1 milhão, com juros de 1% ao mês. O BRDE e o BNDES estão com uma equipe à disposição para tirar dúvidas de empresários sobre financiamentos na 6ª edição da feira Ferramental, que acontece em Pinhais até o dia 20 no Pavilhão de Expocenter.

Tópicos:
  



Comentários