Bombardier vai criar escritório regional no Brasil até o fim do ano

A canadense Bombardier, concorrente da Embraer, anunciou ontem que irá abrir em São Paulo um escritório de suporte a clientes de jatos na América Latina. A previsão é que isso ocorra até o final do ano. Segundo a empresa, as novas instalações "fazem parte do projeto global da Bombardier de fornecer a seus clientes no mundo inteiro um acesso a serviços de suporte regionais em seus próprios fusos horários e idiomas".

A frota de jatos executivos da Bombardier na América Latina é formada por mais de 475 aeronaves das famílias Learjet, Challenger e Global.Desse total, 180 se encontram atualmente na América do Sul, sendo um grande número com base no Brasil.

"Para competir mundialmente, é necessário estar envolvido e pronto para executar o trabalho localmente", afirma Andy Nureddin, vice-presidente de serviços ao cliente e suporte de jatos executivos da Bombardier.

"Com o novo escritório, poderemos resolver mais rapidamente os problemas dos nossos clientes, atenuar os riscos para que não se transformem em problemas e melhorar ainda mais o suporte à nossa base crescente de clientes na região", disse o executivo.

A Bombardier tem hoje escritórios de suporte regional para jatos executivos e comerciais instalados em Mumbai (Índia), Tóquio (Japão), Sydney (Austrália), Dubai (Emirados Árabes Unidos), Xangai (China) e Munique (Alemanha).

Tópicos:
  



Comentários