Toyota volta a suspender produção em 2 unidades

A Toyota anunciou nesta segunda-feira que voltará a suspender provisoriamente a produção nas fábricas de Indaiatuba (Brasil) e Zárate (Argentina). O motivo é a falta de peças fornecidas pelo Japão após os desastres naturais ocorridos no país, em março. Em Indaiatuba, onde produz o sedã médio Corolla, a suspensão será no dia 8 de julho. Em 27 de junho, a planta já tinha parado a produção por um dia. Já em Zarate, onde fabrica a picape Hilux e o utilitário esportivo SW4, o segundo turno será suspenso no dia 15 de julho. Nos dias 20, 21 e 22 de julho os dois turnos de produção serão suspensos.

No mês passado, o segundo turno já tinha sido suspenso por dois dias (17 e 24). A empresa declarou que o "ajuste não afetará o nível de emprego nas fábricas da Toyota Mercosul". Atualmente, a companhia emprega mais de 7.100 pessoas nos dois países. "Ao mesmo tempo, a construção da nova fábrica da Toyota do Brasil, em Sorocaba (SP), bem como a ampliação da capacidade produtiva da planta de Zárate da Toyota Argentina não sofrerão alterações em seus cronogramas", diz em nota. Segundo a montadora, as operações da Toyota Mercosul retornarão aos seus níveis normais após esses ajustes na produção.




Comentários