Grupo Megga faz 20 Anos e apresenta nova empresa

O Grupo Megga completa 20 anos de fundação com seis empresas, seis filiais, quase uma centena de representantes cobrindo todas as regiões do país, 200 colaboradores e um faturamento anual de 200 milhões de dólares. O marco das comemorações de aniversário será durante a Feimafe 2011, de 23 a 28 de maio, em São Paulo.
 
Thomas Lee, Lawrence Huang e Silvio Colafemina foram os fundadores do grupo, que trouxe a primeira ferramenta importada – uma parafusadeira elétrica, fabricada em Taiwan – em 1991, quando as importações eram proibidas no Brasil. Mesmo pagando todos os impostos, que chegaram a 100% do valor da ferramenta, a parafusadeira custou 40% mais barato que sua similar nacional. Foram vendidas 200. “O mundo começava a falar em globalização e a indústria brasileira tinha produtividade muito baixa, porque as máquinas feitas aqui eram muito caras e não havia competição, as poucas fabricantes dominavam o mercado”, lembra Thomas Lee, CEO do Grupo.
 
A abertura econômica proporcionada pelo Plano Collor, em 1992, facilitou o processo de importação da Meggaton, que passou a trazer tornos convencionais e comandados por computador, os CNC – novidade na época. Mas as máquinas e ferramentas continuavam vindas de Taiwan. “Fomos os primeiros a trazer máquinas-ferramenta CNC para o Brasil”, lembra Lee.

Em 1994, a Meggaton participou da sua primeira feira – a Mecânica – e no ano seguinte fez a estreia na Feimafe. “As feiras são fundamentais para mostrar portfólio, fazer lançamentos, estreitar relacionamento com os clientes e prospectar novos. Sempre tivemos bons resultados com essas, que são as maiores do país”, afirma Thomas Lee.

Expansão
A Feimafe também vai ser palco do lançamento da sétima empresa do grupo, a Meggamach, que irá atender o mercado de máquinas convencionais e CNC de tecnologia popular. Como diferencial, o grupo Megga, destaca a assistência técnica garantida e baixo custo na manutenção, já que as máquinas serão revisadas localmente antes da venda.

A Meggamach vai distribuir e comercializar máquinas da China. “É uma nova empresa, mas não nasce do zero. Temos total condição de garantir pronta-entrega, instalação e manutenção, devido à estrutura de filiais e representantes que o Grupo Megga já tem em todo o país”, afirma o diretor da nova empresa, Marcelo Pruaño.

Com estande próprio na Feimafe, a Meggamach irá apresentar 4 máquinas furadeiras radiais, 1 torno de 1,5 metro entre centros, 1 torno de 2 metros entre centros e 1 fresadora ferramenteira,da marca Mach. “Estamos criando um processo diferenciado de vendas, com representantes e distribuidores capazes de ter estoque no local de atuação”, garante Pruaño.
 
A expansão e fragmentação do Grupo Megga começou em 2003, quando Thomas Lee constituiu uma nova unidade da empresa, focada em máquinas mais sofisticadas, com alto agregado tecnológico: a Meggatech - nascida para fornecer centros de usinagem e tornos de alta velocidade e performance. No ano seguinte, uma nova subdivisão: a Meggaforming, voltada ao segmento de máquinas para o corte e a conformação de chapas metálicas. O aquecimento industrial passou a exigir mais máquinas para o processamento de plásticos estimulando a importação de injetoras, sopradoras e extrusoras, criando espaço, em 2006, para a Meggaplástico. “De repente, éramos um grupo de empresas trabalhando para aumentar a produtividade e a competitividade da indústria nacional”, destaca. Em 2008 ainda surgiu a Meggalog, destinada a máquinas para logística e movimentação de cargas, e em 2010, a Meggadig, dedicada ao setor de construção.
 
Atualmente, o Grupo Megga representa mais de 20 marcas de fabricantes consagrados na China, Taiwan, Japão, Coreia e outros mercados internacionais, com a garantia de assistência técnica em todo o país e o compromisso de buscar sempre a melhor solução para os clientes.

Tópicos:
  



Comentários