Linha Finame estará disponível na Feimafe 2011

Com a linha de crédito do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) sendo prorrogada, dessa vez até o fim desse ano, os participantes da Feimafe 2011 poderão aproveitar a feira para conhecer melhor o financiamento, esclarecer dúvidas e fazer operações. O Finame Psi possui taxas de juros reduzidas para compra e produção de máquinas e equipamentos.

Operado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), o programa, que deveria ter sido encerrado no fim de março, está em sua quarta renovação e tem um papel importante no setor industrial brasileiro. Para especialistas, este financiamento é essencial para o desempenho positivo do setor que precisa ser competitivo frente ao mercado internacional.

Para facilitar a participação no programa, instituições como o BNDES, Bradesco, Nossa Caixa Desenvolvimento e banco de investimento do governo paulista estarão presentes no pavilhão do Anhembi durante o evento.

Com a prorrogação, as taxas sofreram alterações. Os juros cobrados para comercialização de bens de capital passaram de 5,5% para 6,5% ao ano, no caso de micro, pequena e média empresa, e para 8,7% para grandes empresas. Para exportações de bens de capital, as taxas serão de 9% para as grandes empresas. Até março, as taxas eram de 5,5% ao ano.

Nesta nova versão, passam a contar com as  condições especiais do BNDES PSI a aquisição de  partes, componentes e serviços tecnológicos para  bens de capital. O Programa também financiará bens de tecnologia da informação e comunicação  desenvolvidos no Brasil com tecnologia nacional,  de acordo com critérios estabelecidos pelo  Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). Nos  dois casos, a taxa final para o tomador do  empréstimo será de 5% ao ano. Para inovação os juros são mais baixos, variando entre 4% e 5% ao ano.



A Feimafe 2011 se realizará no Parque de Exposições Anhembi, entre 24 e 28 de maio. Estarão presentes mais de 1,3 mil expositores em uma área de 80 mil m². As inscrições para visitação são gratuitas antecipadamente, pela internet, e na hora será cobrado uma taxa de R$ 50. 

Tópicos:
  



Comentários