Setor de máquinas de construção prevê recorde de vendas no ano

O setor de máquinas de construção prevê recordes de vendas neste ano. A estimativa é que as empresas comercializem no Brasil 30 mil unidades, 21,4% a mais que no ano passado. A alta é considerável se levar em conta que 2010 já foi de recorde para o setor, com 24,7 mil máquinas vendidas.

Obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), Minha Casa, Minha Vida, Copa e Olimpíada são os principais motivos do otimismo demonstrado pelo setor. Apesar da empolgação que o setor apresenta, o presidente da Abimaq, Luiz Aubert, vê o risco de empresas que fabricam máquinas e equipamentos em outros países se beneficiarem mais do boom da construção. "Está mais barato importar do que fabricar aqui."

Na Agrishow, que ocorre até amanhã em Ribeirão Preto, embora o foco seja a venda de equipamentos agrícolas, gigantes do setor de máquinas, como New Holland e Case Construction, ampliaram seus estandes ligados à construção. O segmento de construção representará 60% de todas as vendas da Case Construction no país. A empresa projeta venda de 45 mil unidades em 2016 no Brasil.

Tópicos:



Comentários