Carro é movido com alumínio de latinhas de refrigerante

Um carro cujo combustível seja os anéis usados para tampar as latinhas de alumínio de refrigerante foi criado pelos pesquisadores da Universidade Politécnica da Catalunha, na Espanha, Aleix Llovet e Xavier Salueña. O carro é um pequeno modelo de controle remoto, batizado de dAlH2Orean, que pode "queimar" tanto anéis de latinhas de alumínio descartados quanto quaisquer outros pedaços residuais de alumínio. O dAlH2Orean atinge até 30 km/h e pode rodar por até 40 minutos antes de precisar de reabastecimento. O pequeno carro é na verdade um carro elétrico alimentado por uma célula a combustível de hidrogênio.

A novidade é que o hidrogênio é gerado dentro do próprio carro. Tudo começa quando o alumínio é misturado com água e hidróxido de sódio. A reação entre o hidróxido de sódio, que funciona como um catalisador, e o alumínio, gera o hidrogênio. Depois de ser filtrado em um filtro de vinagre e água, para eliminar os traços de hidróxidos, o hidrogênio passa por um segundo filtro de sílica gel, onde o excesso de umidade é retirado do gás. Finalmente, o hidrogênio purificado é usado para alimentar a célula a combustível. A célula a combustível gera eletricidade, que alimenta os motores elétricos do carro.

Carro ambientalmente correto
Segundo os cientistas, o novo sistema de propulsão é limpo: além de fechar o ciclo do alumínio, não é gerada nenhuma emissão de CO2. A célula a combustível gera apenas eletricidade e água, que pode ser reaproveitada no seu "tanque de combustível". O tanque do carro não fica exatamente vazio quando o combustível acaba. A reação entre o alumínio, a água e o hidróxido de sódio gera hidróxido de alumínio.

O hidróxido de alumínio pode ser eventualmente calcinado para se transformar em alumina, o composto original a partir do qual o alumínio é produzido - uma saída prática, embora eventualmente não seja viável economicamente se pensada em larga escala. Outro resíduo é a água salgada, que fica no filtro de vinagre depois que este reage com os hidróxidos.

Motor a alumínio
Os pesquisadores veem seu carrinho de controle remoto movido a alumínio como uma plataforma para desenvolvimento de carros maiores. Segundo eles, um veículo de 5 HP - eventualmente uma motocicleta ou uma bicicleta motorizada - pode ser movido por cerca de uma hora com 3 quilogramas de alumínio descartado.  Um pequeno carro, que use um motor de 60 HP, consumirá cerca de 30 quilogramas de alumínio por hora. Isto é mais ou menos o equivalente ao consumo de um carro a gasolina em termos de peso e de valor - a cotação do alumínio está por volta de US$2,50 o quilograma.




Comentários