Fundidos e usinados impulsionam pedidos na Romi

A Romi, indústria de máquinas e equipamentos, encerrou o primeiro trimestre de 2011 com uma entrada sólida de pedidos de R$ 178,9 milhões, valor 23,4% superior ao quarto trimestre de 2010 e de 13,1% maior que o mesmo período do ano passado. Um dos destaques foi o desempenho da área de Fundidos e Usinados, cuja entrada de pedidos cresceu 177,9% em relação aos último três meses do ano passado, incentivada, pelo setor de energia eólica.

Apesar do crescimento de pedidos, a receita operacional líquida caiu 27% em relação ao último trimestre, e 4,4% em comparação com o mesmo período do ano passado. “Acreditamos em uma possível recuperação nos próximos trimestres do ano”, comenta Livaldo Aguiar dos Santos, diretor presidente da Indústrias Romi.

O lucro líquido apresentado pela Romi no primeiro trimestre de 2011 foi de R$ 7,9 milhões. Já os investimentos nesse trimestre, totalizaram R$ 3,9 milhões, sendo destinados, para a manutenção, produtividade e modernização do parque industrial, e em tecnologia da informação.
Tópicos:
  



Comentários