Italianos querem aumentar venda de autopeças no Brasil

De olho na alta das importações brasileiras, o Instituto Italiano para o Comércio Exterior montará seu pavilhão com 16 empresas italianas fabricantes de autopeças na décima edição da Automec (Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços), que acontece em São Paulo na próxima semana. As importações brasileiras em autopeças saltaram de US$ 13,5 bilhões em 2009 para US$ 20,5 bilhões em 2010, num incremento de quase 52%. Outro fator que chama atenção dos italianos é o forte crescimento do mercado automobilístico brasileiro, que fechou 2010 na quarta posição do ranking mundial de vendas. A participação italiana no mercado brasileiro de autopeças responde por menos de 5% desse total e está avaliada em US$ 975 milhões por ano.

A posição de destaque da FIAT é também um grande estímulo. Minas Gerais, Estado onde está sediada a montadora italiana, é destino final de 8% das importações brasileiras do segmento de autopeças. Os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro também estão na mira. No sul do país, o maior interesse é no Paraná, onde está a maior parte dos distribuidores de autopeças especializados em produtos italianos.

O desenvolvimento sustentado e o crescimento da indústria automotiva brasileira oferece cada vez mais oportunidades de negócio e reforça o comércio entre os dois países”, afirma Giovanni Sacchi, diretor para o Brasil do ICE. As empresas italianas trazem para o evento inovações e soluções nas áreas de autopeças, acessórios e tintas para o setor automobilístico. Também estarão presentes no pavilhão entidades comerciais de Torino e Piemonte.




Comentários