Pássaro artificial imita voo de gaivota real

Considerado um dos sonhos mais antigos do ser humano - vide Ícaro, que teve suas asas queimadas ao voar muito próximo ao sol, na mitologia grega -, imitar o voo dos pássaros começa se tornar uma realidade. A alemã Festo criou o Smartbird, um modelo voador, ultraleve, com excelente aerodinâmica e extrema agilidade, inspirado no movimento de gaivotas. O que foi considerado pela empresa como um sucesso no caminho para decifrar o voo dos pássaros.

Inspirado no voo das gaivotas, o SmartBird pode decolar, voar e aterrisar automaticamente - sem a necessidade de ser manipulado. As asas ainda podem girar em ângulos específicos, além de bater para cima e para baixo. O torso também se movimenta para seguir o controle direcional. Considerado muito leve, o pássaro artificial pesa 450 gramas e possui uma envergadura de 1,96 metros.

Com o uso reduzido de materiais, construção leve e movimentos otimizados, a Festo considera o Smartbird mais um passo para a criação de uma tecnologia de eficiência energética adaptada de modelos da natureza.

Veja o vídeo abaixo do voo do Smartbird:

Tópicos:



Comentários