Anel de matéria escura é descoberto

Substância invisível é fonte da gravidade adicional que mantém os aglomerados de galáxias

Fonte: Agência FAPESP – 16/05/07

Astrônomos suspeitam há tempos da existência de uma substância invisível como fonte da gravidade adicional que mantém os aglomerados de galáxias. Chamada de matéria escura, ela evitaria que os aglomerados se desmontassem, o que ocorreria caso tivessem que contar apenas com a gravidade de suas estrelas visíveis.

Embora ninguém saiba do que poderia ser feita essa substância hipotética, a suspeita é que seria um tipo de partícula elementar que permeia o Universo. Ponto para os defensores da teoria, pois cientistas europeus e norte-americanos acabam de anunciar a descoberta do que classificaram como anel de matéria escura no aglomerado ZwCl0024+1652, a partir de observações feita com o telescópio espacial Hubble. Segundo eles, trata-se de uma das mais fortes evidências da existência da matéria escura.

“Esta é a primeira vez que detectamos sinais de matéria negra em uma estrutura única, diferente do gás e das galáxias em aglomerados”, disse M. James Jee, da Universidade Johns Hopkins, que participou do estudo.

Embora não seja possível ver a matéria escura, os astrônomos podem inferir sua existência pela observação de como a gravidade curva a luz de galáxias mais distantes em seu fundo. O anel agora identificado mede 2,6 milhões de anos-luz de um lado a outro.

“Ainda que matéria invisível tenha sido encontrada anteriormente em outros aglomerados, essa é a primeira vez que é identificada em região tão distante do gás quente e das galáxias que compõem os aglomerados”, disse Jee.

Nas observações que fizeram, os cientistas encontraram ainda uma variação na substância misteriosa, parecida com as ondas formadas ao atirar uma pedra em um lago. “A princípio, não podíamos acreditar no que encontramos, mas, quanto mais tentávamos remover o anel dos resultados, mais ele aparecia em destaque. Foi preciso mais de um ano para que ficássemos convencidos de que o anel era real. Nunca vimos nada parecido”, disse Jee.

Segundo os cientistas, a maior parte da matéria no Universo seria formada pela matéria escura. A chamada matéria ordinária, que compõe planetas e estrelas, responderia por uma pequena porcentagem do total.

Mais informações sobre o Hubble: www.stsci.edu/resources



Comentários